Mato Grosso, Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019     

Pós-Graduação em Letras - Sinop

Projetos de Pesquisa (Mapa da página | Voltar)

A tecnologia de informação e comunicação no processo de formação inicial de professores de línguas: ressignificações de práticas

Coordenadora: Profa. Dra. Juliana Freitag Schweikart

 

Pesquisadores: Olandina Della Justina (UNEMAT); Leandra Ines Seganfredo Santos (UNEMAT); Rui Ogawa (UNEMAT); José Maria Tanganelli Junior (UNIC); Genivaldo Rodrigues Sobrinho (UNEMAT); Ruberval Franco Maciel (UEMS); Albina Pereira de Pinho Silva (UNEMAT); Claudia Hilsdorf Rocha (UNICAMP); Ulisses Tadeu Vaz de Oliveira (UFMS).

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2017

 

Instituição Financiadora: FAPEMAT

 

Descrição: Ao atentar para uma formação de professores que prime acompanhar o desenvolvimento da sociedade e sua cultura somada ao advento da era digital e de globalização, faz-se necessário um olhar crítico em direção aos cursos de licenciaturas em Letras, visando uma preparação para os desafios de planejar, refletir, agir e mudar, com a intenção de proporcionar aos alunos a possibilidade de ampliar conhecimentos e ter igualdade de oportunidades para interagir na sociedade contemporânea por meio do uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Para tanto, neste projeto buscamos investigar o uso de TIC na formação inicial de professores de línguas, bem como o uso que esse futuro profissional faz das tecnologias digitais, e ainda, a partir destas investigações, proporcionar intervenção e/ou extensão, no sentido de inserir e/ou ampliar seu envolvimento e percepção de uma sociedade digital e globalizada, campo futuro de seu trabalho quando profissional formado. Com relação aos recursos teórico-metodológicos e estruturais a serem explorados serão abarcados vieses da teoria sociocultural, da reflexão crítica e dos multiletramentos. É uma pesquisa etnográfica e interventiva com vistas a contribuir de forma teórico-metodológica na ressignificação de ações e produção de materiais e propostas ligadas ao uso das novas tecnologias para a aprendizagem.

Diversidade e variação linguística em Mato Grosso

Coordenadora: Profa. Dra. Neusa Inês Philippsen 

 

Pesquisadores: Neusa Inês Philippsen, Manoel Mourivaldo Santiago Almeida, José Leonildo Lima, Olandina Della Justina, Juliana Schweikart, Terezinha Della Justina, Selmo Ribeiro Figueiredo Júnior, Grasiela Veloso dos Santos, Antônio Tadeu de Azevedo, Fernando Hélio Tavares de Barros

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: FAPEMAT

 

Descrição:Este projeto, que se fundamenta nos princípios da Geolinguística contemporânea e da Sociolinguística Variacionista, dá continuidade às atividades de investigação desenvolvidas nas mesmas linhas de pesquisa na UFMT e USP, desde 2010. Dentre os principais objetivos destacam-se refletir sobre a língua portuguesa e línguas minoritárias faladas em Mato Grosso e sintetizar resultados de pesquisa geo-sociolinguísticas em áreas geográficas mato-grossenses distintas, assim como em temáticas também distintas Para tanto, busca observar o comportamento linguístico regional e compor um banco de dados on-line, com ênfase em contatos de variedades, línguas minoritárias, crenças, atitudes linguísticas, incorporação de anglicismos e história do português em contexto de migração, especialmente de sulistas. O presente projeto, atualmente, mantém estreita relação de diálogo com o projeto Para a História do Português Brasileiro-Mato Grosso-PHPB-MT em andamento na UFMT.

Edição e estudo de textos literários e não literários em língua portuguesa

Coordenador: Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida   

 

Pesquisadores: Manoel Mourivaldo Santiago Almeida e colegas doutras Instituições 

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos e Estudos Literários

 

Ano de início: 2015

 

Instituição Financiadora: CNPQ e FAPESP

 

Descrição:Este projeto, guiado pela base teórico-metodológica proposta para Filologia ou Crítica Textual, tem como objetivos (i) realizar edição crítica e estabelecimento ou fixação de obras literárias de língua portuguesa do período arcaico ao século XXI e (ii) desenvolver trabalhos de reprodução e estudo linguístico-filológico de manuscritos e impressos portugueses (documentos públicos e particulares não literários), datados de diferentes etapas da história da língua. Atualmente, este projeto dialoga com mais três também em andamento na USP - instituição de origem do pesquisador - na Fundação Biblioteca Nacional-RJ e na Universidade de Santiago de Compostela (USC). São eles: Projeto de História do Português Paulista (USP), Arqueologia do Livro Na Biblioteca Nacional (FBN) e Tesouro do Léxico Patrimonial Galego e Português (USC).

Estudos em Ensino de Línguas e Literatura - "A Escrita do Gênero" (GEELLE)

Coordenador(a): Marli Terezinha Walker


Pesquisadores: Luiz Renato Souza Pinto, Dejenana Keila Campos, Gisele Mocci, Bruna dos Santos
Evangelista.


Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Literários


Ano de início: 2017


Instituição financiadora: IFMT


Descrição do Projeto: Investiga a presença feminina, no entrecruzamento com questões de classe, etnia
e trabalho, em textos literários produzidos em Mato Grosso, em diferentes períodos históricos, com o
objetivo de observar como a mulher está representada e em que medida essa representação pode ser
debatida em âmbito literário. Persegue, ainda, a resposta para a questão da identificação da escrita do
gênero em textos literários levando-se em conta que esta denominação está se
construindo/desconstruindo constantemente. Busca verificar, ainda, em que medida o envolvimento da
mulher nos espaços sociais, sua qualificação profissional e participação em movimentos sociais
promovem a emancipação feminina, conduzindo para maiores índices de participação, confiança e
atuação política na escrita do gênero.

Estudos Terminológicos e Linguístico-Culturais de Anglicismos nos Esportes (ESTERLINC)

Coordenador(a): Olandina Della Justina

Pesquisadores: Olandina Della Justina  - Coordenadora
João Batista Lopes da Silva – Pesquisador e Executor Interno
Terezinha Della Justina - Pesquisadora e Executora Interna
Marieta Prata de Lima Dias - Pesquisadora e Executora Externa
Juliana Freitag Schweikart - Pesquisadora e Executora Interna
Claudemir Gomes da Cruz - Pesquisadora e Executora Externa
José Tarcísio Grunennvaldt - Pesquisadora e Executora Externa
Neusa Inês Philippsen  - Pesquisadora e Executora Interna
Grasiela Veloso dos Santos Heidmann - Pesquisadora e Executora Externa
José Luiz Straub - Pesquisador e Executor Interno
Graci Leite Moraes da Luz - Pesquisadora e Executora Interna
Elen Rose da Silva Zavitoski Deon - Pesquisadora e Executora Externa

Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Linguísticos

Ano de início: 2017


Instituição Financiadora: UNEMAT


Descrição do Projeto: O uso de anglicismos, ou seja, palavras originárias da língua inglesa marca sua ubiquidade em diversas áreas profissionais, sociais e culturais. Comumente, deparamo-nos com essas terminologias que fazem parte de nossas interações cotidianas.  Às vezes são notadas, em outras não reconhecidas como termo de uma língua estrangeira, devido à familiaridade que os brasileiros adquirem pela constância de uso. Pelo fato de os anglicismos estarem presentes em várias áreas e terem uma amplitude de uso considerável, optamos por restringir nosso estudo à análise da linguagem pertinente aos esportes. Portanto, este projeto tem como objetivo estudar aspectos linguístico-culturais e compilar os termos oriundos da língua inglesa e que fazem parte da linguagem usada nessa área em que se apresentam termos desde os nomes de modalidades esportivas até comandos, regras e linguagens coloquiais que se instauram nas interações entre jogadores, técnicos, jornalistas esportivos e aficionados por esportes. A área dos esportes é constituída por meio de um diálogo constante entre linguagem, cultura e sociedade e é identificável como uma comunidade de prática reconhecida pelas terminologias peculiares que emprega tornando-se mais restritiva e particular em cada modalidade esportiva. Sendo assim, paralelamente ao estudo terminológico, é relevante promovermos discussões que tratam de características linguísticas e culturais em nosso contexto sociolinguístico e cultural (de forma direta ouvindo profissionais e simpatizantes e observando eventos e indireta por meio da verificação da linguagem que chega via multimeios e se faz presente nesse cenário que demarca a entrada da Amazônia) nas quais os termos assumem significados diversos ao serem usados pelos profissionais praticantes do esporte, pelos envolvidos com a área, bem como ao serem usados e compreendidos pelos simpatizantes de modalidades esportivas que serão contempladas na pesquisa.  Para a realização do estudo, organizamos um grupo de pesquisadores com conhecimento nas áreas de Letras (língua inglesa, língua portuguesa e linguística), Educação Física e Sociologia do Esporte que se unirá com tal propósito e contribui para identificarmos as ações mediante uma perspectiva transdisciplinar de pesquisa.

Multiletramentos e tecnologia: formação e prática docente

Coordenadora: Profa. Dra. Leandra InesSeganfredo Santos

 

Pesquisadores: Adriana Lins Precioso, Antonio Aparecido Mantovani, Genivaldo Rodrigues Sobrinho, Henrique Roriz Aarestrup Alves, Juliana Freitag Schweikart, Leandra InesSeganfredo Santos, Luzia Aparecida Oliva dos Santos, Sandra Luzia WrobelStraub, Olandina Della Justina, Rosana Rodrigues da Silva, Tânia Pitombo de Oliveira, Neusa Inês Philippsen

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos e Estudos Literários

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: CNPQ e FAPEMAT

 

Descrição:O projeto tem como meta desenvolver uma investigação a partir de propostas de formação continuada assistida desenvolvidas com professores da rede pública de ensino, tendo como suporte metodológico a pesquisa colaborativa e como aporte teórico estudos que discutem a formação do professor atuante na área da linguagem, ancorados, especialmente, nos princípios crítico-reflexivos. Também pretende compreender como os multiletramentos e tecnologias interferem nas práticas sociais. A formação continuada assistida é compreendida pelos integrantes deste estudo como o trabalho realizado por estes dois segmentos que priorizam o acompanhamento sistemático e permanente das ações de formação em estreito relacionamento com a concepção de investigação ação-reflexão-ação, ou seja, com a responsabilidade de promover mudanças no contexto educacional por meio de ações interventivas.

Práticas Docentes e Formação: mapeamento e análise do processo formativo e do fazer docente dos professores da área de linguagens do ensino público estadual das regiões norte e noroeste mato-grossenses

Coordenadora: Profa. Dra. Leandra Ines Seganfredo Santos

 

Pesquisadores: Leandra Ines Seganfredo Santos, Neusa Inês Philippsen, Juliana Freitag Schweikart, Olandina Della Justina e Albina Pereira de Pinho Silva

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2017

 

Instituição Financiadora: FAPEMAT

 

Descrição: Esta proposta de pesquisa tem, como principal objetivo, mapear as competências e habilidades dos professores da Área de Linguagens (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Arte e Educação Física), pertencentes aos polos dos Centros de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (CEFAPROs), que atuam na rede estadual de ensino público das regiões norte e noroeste mato-grossenses. Pretende-se, pois, investigar, em que medida, os processos e práticas formativas vivenciadas pelos professores da referida área, em formação inicial e contínua, os qualificaram/qualificam para o exercício do trabalho docente frente às atuais demandas da escola contemporânea, como também, para as exigências da realidade mato-grossense, no que diz respeito à melhoria do quadro de fracasso escolar dos alunos, notadamente, nas disciplinas da Área de Linguagens e suas Tecnologias. Para tanto, pretende-se identificar conteúdos e metodologias de ensino mobilizadas pelos professores em suas respectivas disciplinas, como também a existência de possíveis lacunas decorrentes do percurso de formação inicial e/ou contínua vivenciado por estes docentes. Além disso, a pesquisa permitirá fortalecer o diálogo necessário entre a Universidade, os CEFAPROs e as escolas de Educação Básica, especialmente, à inovação nas práticas de ensino e estudos científico-tecnológicos. Como resultados, pretendemos identificar alternativas teórico, conceitual e metodológicas contextualizadas com as atuais questões da sociedade mato-grossense para o desenvolvimento sociolinguístico na perspectiva dos multiletramentos, posto a compreensão de que o conjunto de ações aqui delineado potencialize a formulação de políticas públicas educacionais no que se refere à constituição de um cenário formativo consoante à modernidade, contextualizado e inovador, principalmente, para docentes que atuam com alunos dos segundo e terceiro ciclos do ensino fundamental e ensino médio.

A pesquisa-ação no Norte do Mato Grosso: perspectivas da formação de leitores de literatura

Título do Projeto: A pesquisa-ação no Norte do Mato Grosso: perspectivas da formação de leitores  de literatura

Coordenador(a): Rosana Rodrigues da Silva
 
Pesquisadores:
Me Ademir Juvência da Silva (Instituto Federal do Espírito Santo- Campus Montanha)
Ma. Eliana Aparecida dos Santos (Escola Estadual André Antonio Maggi)
Ma. Maria Gorete Côgo da Silva (Escola Municipal Professor Jari Edgar Zambiasi)
Ma. Nilze Maria Malaguti (Escola Estadual São Francisco de Assis)
 
Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Literários
 
Ano de início: 2018
 
Instituição Financiadora: UNEMAT
 
Descrição do Projeto: Nesta pesquisa, descrevemos e analisamos os resultados obtidos nas práticas de letramento literário desenvolvidas pelos professores  pesquisadores, mestres e mestrandos do programa em rede nacional, de mestrado profissionalizante em Letras de Sinop (PROFLETRAS). O trabalho que vem sendo feito com a leitura literária nas escolas da região necessita ser analisado para que se reconheça como os resultados obtidos contribuem para a reflexão das teorizações universalistas em voga acerca do ensino da literatura. Com base nesses resultados da pesquisa-ação, realizada em escolas públicas (tais como em
Sinop-MT, Aripuanã-MT, Feliz Natal- MT e Sorriso-MT), cidades em que residem e atuam as professoras envolvidas neste projeto, podemos investigar como as práticas de letramento particularizam o ensino da literatura em contexto regional, apresentando ao aluno obras da literatura mato-grossense e promovendo
também o letramento cultural. A diversidade de culturas na região de Mato Grosso deve ser considerada nos trabalhos de letramento, uma vez que a formação do leitor envolve o reconhecimento das culturas que tomam parte de sua formação. Desse modo, a literatura de autoria indígena e a literatura infantil e juvenil
mato-grossense formam o ponto de partida das atividades do letramento, com sequências básicas e expandidas, de acordo com as metodologias desenvolvidas por Rildo Cosson (2014), Isabel Solé (1998), Dolz, Noverraz e Schneuwly (2004). Pensado, sobretudo, como uma prática social, o letramento literário propõe o trabalho com a obra literária no contexto escolar, envolvendo-a em atividades que dão novo significado à obra, tornando-a significativa e incluída no mundo do leitor real.

O intercâmbio literário entre Brasil e Cabo Verde na contemporaneidade

Sigla do Projeto: ILBCV
 
Coordenador(a): Prof. Dr. Genivaldo Rodrigues Sobrinho
 
Pesquisadores: Genivaldo Rodrigues Sobrinho e Antonio Aparecido Mantovani 
 
Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Literários
 
Ano de início: 2018
 
Instituição Financiadora: UNEMAT
 
Descrição do Projeto: Este projeto propõe uma investigação que contempla o intercâmbio literário contemporâneo entre Brasil e Cabo Verde após a independência do arquipélago em 1975. Nossa atenção volta-se, especialmente, à abordagem dos dois espaços em que as narrativas contemporâneas brasileiras e cabo-verdianas são ambientadas e procura verificar as tensões impostas às personagens por este elemento, e quais fatores implícitos na composição dos textos convergem para um entendimento nessa nova fase de intercâmbio literário entre estes dois países, bem como, quais fatores confirmam este diálogo. O diálogo entre a literatura brasileira e a cabo-verdiana não se esgota nas décadas de 1930 e 1940. Este pode ser observado até a atualidade e com extensão para outras regiões brasileiras, além do Nordeste. A partir desta reflexão, este projeto tem como objetivo investigar os principais contatos entre estas duas literaturas a partir da década de 1930, com ênfase num novo entendimento entre elas atualmente a partir das obras dos autores brasileiros Raduan Nassar, Milton Hatoum e Silviano Santiago, e Germano Almeida e Evel Rocha, autores cabo-verdianos. Os conceitos de espaço e personagem foram eleitos para fundamentação desta pesquisa, por consideramos que estes elementos estão muito presentes nas literaturas brasileira e cabo-verdiana desde as suas origens. Nesse sentido, buscaremos a fundamentação da pesquisa nos postulados teóricos de Candido (2004), Lins (1976), Moretti (2003), Poulet (1992), entre outros.

A condição da mulher representada em obras de escritoras brasileiras e africanas em língua portuguesa da contemporaneidade

Sigla do Projeto: CMLBA
 
Coordenador(a): Prof. Dr. Antonio Aparecido Mantovani  
 
Pesquisadores: Antonio Aparecido Mantovani e Genivaldo Rodrigues Sobrinho
 
Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Literários
 
Ano de início: 2018
 
Instituição Financiadora: UNEMAT
 
Descrição do Projeto: Propõe-se neste projeto estudar a condição da mulher representada em narrativas literárias de autoras brasileiras e africanas em língua portuguesa, com ênfase na busca das mulheres por um espaço social em obras publicadas a partir de 1960. Nossa atenção volta-se, sobretudo, à presença da mulher, seus laços com a casa, ainda sob sua tutela, e a luta por um espaço externo numa sociedade com resquícios patriarcais em que por séculos conferiu à mulher um papel de “o outro”, um ser sob a dominação masculina. Segundo Beaouvoir (1970), isso se deve, em parte, ao fato de que a definição do feminino se restringe à questão do gênero. Contribuirá para nossas discussões, estudos de Lúcia Osana Zolin (2003), considerando que, para a autora, o cânone tradicional brasileiro sobretudo até 1970 (que pouco se diferencia dos africanos aqui em tese), é de ordem masculinista e, conscientemente ou não, tira a visibilidade da literatura de autoria feminina. Segundo Zolin, o feminismo e a Crítica Feminista possibilitam uma historicização da produção literária feminista, por si de resistência,
e propicia o revisionismo crítico da literatura de autoria feminina. Investigaremos também como as novas configurações sócio-culturais da pós-modernidade surgem e são discutidas criticamente em textos que contemplam este recorte temático com reflexões empreendidas a partir da Teoria Crítica Feminista. Os estudos igualmente buscarão compreender quais fatores, implícitos ou não, convergem para um entendimento nessa nova fase de intercâmbio literário, acerca deste recorte temático destas literaturas, bem como quais narrativas confirmam este diálogo.

Judicialização da política de saúde em Sinop: um estudo a partir da análise do discurso

Sigla do Projeto: JPSS
 
Coordenador(a): Lucio Jose Dutra Lord
 
Pesquisadores: Cristinne Leus Tomé
 
Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Linguísticos
Ano de início: 01/04/2018
 
Instituição Financiadora: UNEMAT
 
Descrição do Projeto:
O objeto de investigação neste projeto são as intervenções que o Poder Judiciário faz sobre a Secretaria Municipal de Saúde de Sinop, caracterizadas como judicialização da saúde. O objetivo desse projeto é analisar o discurso jurídico que têm acompanhado a judicialização da saúde nesse município localizado na região de Amazônia Legal mato-grossense e que é referência no atendimento em saúde também para os demais municípios do entorno. O estudo busca compreender, a partir da análise do discurso fundada por Michel Pêcheux e Michel Foucault, os sentidos presentes em documentos e processos judiciais e quais são as relações de poder ali manifestas.

Leituras Urbanas e suas materialidades discursivas socioambientais no Norte do Mato Grosso

Sigla do Projeto: Leituras
 
Coordenador(a): Cristinne Leus Tomé
 
Pesquisadores: Milton Maud de Carvalho Camera Filho. Boninne Monalliza Brun Moraie, Jackeline Cabral Loureiro de Almeira, Leandro José do Nascimento, Regina Uemoto Macial Martins, Aureir Alves de Brito, Débora Pereira Lucas Costa, Adriano Eulálio Araújo, Luciane Lucyk, Simone de Sousa Naedzold, Tatiana Alvarez Vian
 
Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Linguísticos
 
Ano de início: 01 de julho de 2017
 
Instituição Financiadora: Unemat
 
Descrição do Projeto:
Este projeto tem como proposta a reflexão sobre os discursos urbanos socioambientais associados ao conceito de sustentabilidade no tripé econômico, social e ambiental. Nossos estudos terão como proposta teórica a Análise de Discurso de linha francesa, pecheutiana, e os conceitos para análise serão sujeito, sentidos, história, ideologia e discurso. A delimitação geográfica será o norte do Mato Grosso e a delimitação temporal será a partir de 2000. O objetivo deste projeto é evidenciar a construção de uma prática discursiva socioambientalista urbana a partir das falas, imagens, documentos, isto é, das diversas materialidades discursivas e seus efeitos de sentidos manifestos.

Formação em Multiletramentos Potencializada pelo Uso das Interfaces Digitais da Cibercultura nas Narrativas dos bolsistas do PIBID

Coordenador(a): Albina Pereira de Pinho Silva

Pesquisadores: Ângela Rita Christofolo de Mello, Cleuza Regina Balan Taborda e
Jairo Luís Flack Falcão

Linha de Pesquisa do Programa: Estudos Linguísticos

Ano de início: 2017

Instituição Financiadora: UNEMAT

Descrição: A proposição de pesquisa intitulada Formação em Multiletramentos
Potencializada pelo Uso das Interfaces Digitais da Cibercultura nas Narrativas dos
bolsistas do PIBID inscreve-se no Grupo de Estudos e Pesquisas de Formação Docente,
Gestão e Práticas Educacionais (GEFOPE) certificado no CNPq. A tessitura do aporte
teórico, conceitual e metodológico da pesquisa toma como referência o conceito de
multiletramentos proposto por Rojo (2012). O estudo tem como principal indagação: em
que medida os itinerários e as práticas formativas promovidas no âmbito das ações do
projeto de extensão “Estudos sobre Multiletramentos Conectados ao Uso das
Tecnologias Digitais: uma experiência formadora no PIBID”, mobilizaram a formação
da identidade leitora e escritora - sob o viés dos multletramentos -, dos bolsistas
envolvidos no subprojeto PIBID proposto pelo curso de Pedagogia da UNEMAT,
Câmpus de Juara? Com essa indagação, o objetivo geral da pesquisa consiste em
compreender, por meio das narrativas dos bolsistas do PIBID, o processo de formação
em multiletramentos, assim como os eventos e as práticas postas em torno da
constituição da identidade leitora e escritora desses bolsistas e dos estudantes de escolas
públicas de Educação Básica, parceiras do PIBID, onde esses atuam nas realidades da
sala de aula. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho narrativo, cuja produção de
informações será por meio de entrevista grupo focal (GF) e entrevistas individuais com
bolsistas de iniciação à docência (doravante, IDs), do curso de Pedagogia de uma
Universidade pública do estado de Mato Grosso. A entrevista narrativa realizar-se- á
também com dois coordenadores de área e nove professores da Educação Básica,
envolvidos nessa formação promovida no âmbito das ações do PIBID. A constituição do
corpus de análise dar-se- á mediante apresentação dos excertos das narrativas escritas
em memoriais reflexivos e orais produzidas por meio de entrevistas focais e entrevistas
narrativas que serão sistematizados e categorizados, sob a perspectiva do
desenvolvimento de categorias de codificação proposto por Bogdan e Biklen (2013).
Espera-se que os resultados produzidos pela pesquisa contribuam com a: (i) ampliação
das discussões das políticas públicas educacionais voltadas para a formação de
professores para o efetivo exercício profissional na Educação Básica; (ii) a criação de
alternativas de formação docente com foco nos eventos e práticas de leitura e escrita,
sob o viés teórico, conceitual e metodológicos dos multiletramentos aliados ao uso e
suporte das interfaces digitais da cibercultura nos itinerários de formação inicial e
continuada de professores.

Antropofagia e identidade na representação do indígena na literatura brasileira

Coordenador: Danglei de Castro Pereira
 
Linha de Pesquisa: Estudos Literários
 
Ano de início: 2016
 
Instituição Financiadora: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF)
 
Descrição: Descrição: A proposta de pesquisa investiga formas de materialização da identidade
nacional na representação do indígena na literatura brasileira. Levamos em consideração a presença de
elementos antropófagos na tradição literária brasileira via representação da figura indígena nas obras: A
carta de Pero Vaz de Caminha, O guarani, Simá: romance histórico do alto Amazonas, Macunaíma e
Maíra. Neste percurso, entendemos como necessário apresentar considerações sobre a arte moderna,
dando enfoque às considerações de Baudelaire (1999), Ocatavio Paz (1972, 1994), bem como recuperar
posicionamentos críticos de Adorno (1992), Rosenfeld (1991), Berman (1987) e Luckas (1995), entre
outros. A proposta de investigação discute os recursos estilísticos que delimitam os elementos
constituintes da identidade cultural no Brasil e a expressão das matrizes formativas desta identidade à
luz do conceito de antropofagia em Oswald de Andrade por meio da materialidade do indígena nos
textos que compõe o corpus desta investigação.

  • Todos
  • Projetos Encerrados
  • Projetos Vigentes
 

Projetos VigentesProjetos Vigentes

 

Projetos EncerradosProjetos Encerrados

 

Projetos EncerradosProjetos Encerrados

 

Projetos VigentesProjetos Vigentes

Rede Social


Copyright 2019 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada II
78200-000 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000