Mato Grosso, Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019     

Pós-Graduação em Letras - Sinop

Projetos de Pesquisa (Mapa da página | Voltar)

Digite o texto

Centro de Educação e Tecnologia Assistiva

Coordenadora: Profa. Dra. Sandra Luzia Wrobel Straub

 

Pesquisadores: Sandra Luzia Wrobel Straub, Tânia Pitombo de Oliveira, ElisangelaBrugnera, Clelia M. Malaquias, Maria Angélica Dornelles, Rosa Carolina da Silva de Gouveia, Edneuza Alves Trugillo, José de Souza Neto,  Priscila Aparecida Moraes Henkemaier Xavier e José Luiz Straub

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: Fundação André e Lúcia Maggi

 

Descrição:Este projeto, com base teórica em análise do discurso, tem como objetivo geral implementar e possibilitar o uso de Tecnologias Assistivas aos educandos da educação básica e superior, bem como, possibilitar a melhoraria da qualidade de vida e de ensino do aluno com necessidade educacional especial no acesso à educação básica e ao ensino superior. Ao discutir as tecnologias no processo educacional dialoga, na relação com a tecnologia assistiva, com o projeto “Educação e as tecnologias assistivas para deficientes visuais e auditivos na educação básica e superior (EDUTA)”; na relação com as tecnologias nos processo do ensino médio e superior, dialoga com os seguintes projetos: “Tecer de uma discursividade na região norte Mato-grossense da amazônia legal: contextos e possibilidades de desenvolvimento frente a sustentabilidade”, “Multiletramentos e Tecnologias: formação e prática docente” e “O uso de estratégias de aprendizagem em diferentes ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) e sua relação com o papel do professor/tutor (UNEMAT/UEL)”.

Diversidade cultural na Literatura Infantil e juvenil: letramento literário em Mato Grosso

Coordenadora: Profa. Dra. Rosana Rodrigues da Silva

 

Pesquisadores: Rosana Rodrigues da Silva e Marta Helena Cocco

 

Linha de Pesquisa: Estudos Literários

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: UNEMAT

 

Descrição:Este estudo dá continuidade à pesquisa sobre a literatura produzida em Mato Grosso iniciada em 2009 na UNEMAT – campus de Sinop, em que se buscou identificar e analisar na literatura contemporânea as questões identitárias que caracterizam essa produção.  Neste projeto, o foco permanece na produção do Estado, mas se volta às obras destinadas às crianças e jovens, com o objetivo de estudar criticamente os elementos da diversidade de culturas na literatura da região (em contos, lendas, romances e poesias) e sua relação com o processo de formação do jovem leitor.  Tendo como base teórica metodológica os estudos acerca do letramento literário e do trabalho com a identidade, imaginário e memória das culturas ameríndia e mato-grossense na criação literária. Este projeto dialoga com outros projetos, desenvolvidos no campus de Sinop: Transculturação e poéticas contemporâneas: traços identitários da cultura de Mato Grosso e com o projeto Multiletramentos e tecnologia: formação e a prática docente (MULTFOR).

Educação e as tecnologias assistivas para deficientes visuais e auditivos na educação básica e superior

Coordenadora: Profa. Dra. Sandra Luzia Wrobel Straub

 

Pesquisadores: Sandra Luzia Wrobel Straub, Tânia Pitombo de Oliveira, ElisangelaBrugnera, Clelia M. Malaquias, Maria Angélica Dornelles, Rosa Carolina da Silva de Gouveia eEdneuza Alves Trugillo

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: FAPEMAT

 

Descrição:Este Projeto, com base teórica na análise de discurso materialista francesa, com tem como objeto as tecnologias assistivas e os deficientes visuais e auditivos do ensino médio da educação básica e da educação superior do município de Sinop/MT. Como se propões a discutir as tecnologias no processo educacional estabelece uma relação com outros projetos que discutem as tecnologias no processo educacional, tais como: “Centro de Educação e Tecnologia Assitiva – CETA”, “Tecer de uma discursividade na região norte Mato-grossense da amazônia legal: contextos e possibilidades de desenvolvimento frente a sustentabilidade”, “Multiletramentos e Tecnologias: formação e prática docente” e o “O uso de estratégias de aprendizagem em diferentes ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) e sua relação com o papel do professor/tutor”, este último em parceria UNEMAT/UEL. A presente proposta dá continuidade e densidade às atividades do Grupo de pesquisa Educação Científico-Tecnológica e Cidadania, certificado pelo CNPq desde 2002, que se apresenta interdepartamental, multidisciplinar e interinstitucional.

Literatura e Cinema: imagens da floresta amazônica

Coordenador: Prof. Dr. Henrique Roriz Aarestrup Alves  

 

Pesquisadores: Henrique Roriz Aarestrup Alves, Adriana Lins Precioso, Luzia Oliva dos Santos e Rosana Rodrigues da Silva

 

Linha de Pesquisa: Estudos Literários

 

Ano de início: 2015

 

Instituição Financiadora: UNEMAT

 

Descrição:Este projeto, baseado na orientação teórico-metodológica proposta pela teoria da literatura, dá continuidade às investigações iniciadas em 2009, quando tem início o projeto de pesquisa intitulado Intelectuais e minorias na poesia de D. Pedro Casaldáliga, em que se estudou, na poesia, os elementos da cultura local mato-grossense em relação com os contextos universais da civilização brasileira, em que resultaram publicações e orientações em nível de graduação e pós-graduação. Nesse mesmo sentido, o projeto Literatura e Cinema: imagens da floresta amazônica objetiva estudar as representações da floresta amazônica na Literatura Latino-americana e no Cinema, investigando, assim, os modos de imaginar a selva e seus significados, bem como seus habitantes, as visões externas, do estrangeiro, do colonizador ou do amante platônico da floresta. Conhecer a Amazônia a partir de obras literárias e cinematográficas pressupõe, principalmente, compreender os modos como a cultura concebe e imagina a floresta, estabelecendo, também, uma relação entre o local e o universal que envolve, direta e indiretamente, questões identitárias, interculturais, geográficas, políticas e econômicas. Nesse processo, a região de Mato Grosso entra em conexão com questões mais amplas de âmbito nacional e internacional, já que a floresta amazônica envolve o Brasil e países vizinhos.

O percurso e o modo do movimento em línguas indígenas do Brasil

Coordenador: Prof. Dr. Antonio Carlos Santana de Souza

Pesquisadores: Leomar Alves Rosa; Alexandre Jorge; Lidiane dos Reis Souza de Oliveira

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

Ano de início: 2014

Descrição: A Linguística Cognitiva é uma abordagem da linguagem prevista como meio de conhecimento e em conexão com a experiência humana do mundo. As unidades e as estruturas da linguagem são estudadas, não como se fossem entidades autônomas, mas como manifestações de capacidades cognitivas gerais, da organização conceitual, de princípios de categorização, de mecanismos de processamento e da experiência cutural, social e individual. Esta pesquisa trata da diferença na expressão e, eventualmente, na conceitualização de eventos de movimento nas línguas indígenas Terena (Aruak) e Guarani (Kaiowás/Paí-tavyterã - Mbyá - Ñandeva). Entende-se como eventos de movimento, os eventos que expressam uma situação onde o objeto, a Figura (Figure) está em movimento em relação a outro objeto, o Fundo (Ground), num Percurso (Path). Neste estudo analisarei o modo e o percurso expressos nestas línguas não-indo-europeias no contexto da língua em uso. Como resultado esperamos apresentar uma descrição sobre os eventos de movimento nas línguas em estudo, buscando analisar se esses processos são evidenciadas na estrutura verbal, conforme o modelo verb-framed ou se são suportados pelo modelo satellite-framed, de acordo com a classificação tipológica da literatura sobre o assunto.

Tecer de uma discursividade na região norte mato-grossense da Amazônia Legal: contextos e possibilidades de desenvolvimento frente à sustentabilidade

Coordenadora: Profa. Dra. Tânia Pitombo de Oliveira

 

Pesquisadores: Tânia Pitombo de Oliveira,CristinneLeus Tomé, Sandra Luzia WrobelStraub, Neusa Inês Philippsen, Isabela Augusta Andrade,Graci leite Moraes da Luz, Ana carrilho Romero Grunennvaldt e José Tarcísio Grunennvaldt

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: FAPEMAT

 

Descrição:A presente proposta dará continuidade e densidade às atividades do Grupo de pesquisa Educação e Estudos de Linguagem que se apresenta interdepartamental, multidisciplinar e interinstitucional. Com pesquisas ancoradas na linha de pesquisa Sujeito do Conhecimento, este trabalho tem como objeto compreender a discursividade posta na região norte mato-grossense, inserida na Amazônia Legal, na formulação “desenvolvimento sustentável” por meio dos pressupostos teóricos da Análise de Discurso e, assim, evidenciar a constituição de um espaço de dizer em suas relações político-jurídico-ambientais e econômicas que possibilite apreender os efeitos de sentidos que circulam nesta região e contribuir na formação discente nas reflexões do discurso pedagógico. Enquanto objeto de pesquisa, estabelece relação com o Projeto MULTFOR/Profletras – Mestrado Profissional em Letras, na questão da construção da prática pedagógica.

Transculturação e poéticas contemporâneas: traços identitários da cultura de Mato Grosso

Coordenadora: Profa. Dra. Adriana Lins Precioso

 

Pesquisadores: Adriana Lins Precioso, Luzia A. O. dos Santos, Rosana Rodrigues da Silva, Henrique Roriz A. Alves, Gicelma da Fonseca ChacarosquiTorchi e Nilze Maria de Azeredo Reguera

 

Linha de Pesquisa: Estudos Literários

 

Ano de início: 2013

 

Instituição Financiadora: FAPEMAT

 

Descrição: Este projeto, pautado na orientação teórico-metodológica proposta pela teoria da literatura, da literatura comparada e dos estudos culturais, objetiva o estudo do movimento de transculturação em obras pictóricas e poéticas na formação da identidade cultural em Mato Grosso. Investigação dos traços formadores das identidades poéticas que divulguem a diversidade e o multiculturalismo como resultante dos processos migratórios e perpetuados pela arte desenvolvida nas diferentes regiões matogrossenses, tendo em vista o papel do artista enquanto sujeito transculturador. Análise crítica e comparativa de obras que potencializem a expressão artística local e contemporânea, em diálogo com a cultura estabelecida pela tradição.

Macroanálise Pluridimensional da Variação do Português em Comunidades Afro-Brasileiras da Região Centro Oeste e Região Sul do Brasil: das Línguas Africanas ao Português Brasileiro Falado

Coordenador: Prof. Dr. Antonio Carlos Santana de Souza

 

Pesquisadores: Jocineide Macedo Karim (UNEMAT/Cáceres); Joachim Steffen (DLM – FFLCH/USP; Leomar Alves Rosa; Alexandre Jorge; Lidiane dos Reis Souza de Oliveira

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2016

 

Descrição: Dos poucos dados de que dispomos hoje sobre a presença e usos de línguas africanas em terras brasileiras, a maioria se encontra em textos de historiadores, cronistas, viajantes através de autores e obras como História da Companhia de Jesus no Brasil (1531), Frei Vicente do Salvador (1627), Saint-Hilaire (1820), entre outros. O objetivo desta pesquisa é o de realizar um trabalho acerca da fala em Comunidades Afro-brasileiras (notadamente Quilombos). O estudo da fala de Comunidades Quilombolas das Regiões Centro Oeste e Sul do Brasil será contrastado com os dados dos Atlas Linguístico das regiões envolvidas e com o ALiB (Atlas Linguístico do Brasil) e demais estudos que se façam necessários. As amostras do português brasileiro de Comunidades Quilombolas encontram-se em verdadeiras ilhas linguísticas nas regiões centro-sul; semi-isoladas e a maioria delas de dificílimo acesso. Para investigar a presente variedade dialetal do português brasileiro falado contextualizaremos, a priori, a origem étnica dessas populações fazendo um levantamento histórico e social seguindo a perspectiva teórica pluridimensional, que inclui nas pesquisas linguísticas diferentes dimensões espaciais, sociais em comunidades de fala distintas. As regiões Centro Oeste e Sul do Brasil são notadamente plurilíngues e objetivamos tornar explícito nesses espaços plurilíngues a origem e o resultado do contato com outras realidades linguísticas, principalmente línguas autóctones (indígenas), línguas de imigração (alóctones) e por vezes línguas fronteiriças. O modelo de pesquisa sobre variantes linguísticas já descritas em outros trabalhos sobre comunidades afro-brasileiras e suas correlações com o português padrão será relacionado à variação horizontal (diatópica) com parâmetros de ordem social, tais como idade, escolaridade, sexo, bilinguismo, multilinguismo, etnia, ritualísticas, em suma, o princípio da pluridimensionalidade da análise da variação linguística. Neste trabalho, buscar-se-á compreender e explicitar a presença anterior de línguas africanas subsaarianas no Brasil, observando-se a língua em uso na sincronia, em situações e localizações geográficas específicas, rede de pontos, com informantes descendentes diretos de escravizados e, questionário elaborado exclusivamente para este fim. Em seu sentido estrito, o trabalho visa contribuir para um maior conhecimento da realidade cultural das minorias de origem africana reunindo elementos que permitam definir a real contribuição desses segmentos na formação da língua falada no Brasil. De maneira mais ampla ele soma-se ao debate acerca da formação do português brasileiro por ter como fulcro as comunidades de afrodescendentes do meio rural formadas e que ainda hoje se encontram num semi-isolamento. Os resultados da recolha de dados de caráter dialetal podem tanto apresentar características que refletem o português do período colonial, como também evidências sobre o resultado do contato linguístico, para compreender a diferenciação do português falado no Brasil, na heterogeneidade de suas variantes regionais e sociais, em relação ao português falado nas regiões Centro-Sul do Brasil. Tais amostras destas comunidades de fala resultam de processos de mudanças induzidos pelo contato entre línguas, sem fazer dessa variedade linguística uma língua crioula, ou mesmo uma variedade linguística independente de sua língua-alvo, o português-padrão. Este trabalho baseia-se na Dialetologia Pluridimensional para traçar considerações linguísticas a respeito da importância dos estudos contemporâneos sobre a África e suas influências no espaço brasileiro.

O intercâmbio literário contemporâneo entre Brasil e Cabo Verde

Coordenador: Prof. Dr. Antonio Aparecido Mantovani  

 

Pesquisadores: Antonio Aparecido Mantovani e Genivaldo Rodrigues Sobrinho

 

Linha de Pesquisa: Estudos Literários

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: UNEMAT

 

Descrição:Este projeto, que tem como proposta os estudos comparados de literaturas de língua portuguesa, propõe uma investigação que contemple o intercâmbio literário entre Brasil e Cabo Verde (efervescente na década de 30 do século XX) e persistente até a atualidade. Nossa atenção volta-se à abordagem dos dois significativos espaços em que as narrativas contemporâneas brasileiras e cabo-verdianas são ambientadas. Isto porque o espaço na literatura de ficção pode ser um indício importante para apresentar conflitos abertos ou latentes entre as personagens e, ademais, tanto no Brasil quanto em Cabo Verde, constata-se uma apropriação do espaço desde as primeiras narrativas representativas dessas literaturas. Ressalta-se que investigaremos aqui obras da atualidade que ainda confirmam o diálogo entre essas duas literaturas para além do contexto historicamente claridoso. A proposição de análise de romances contemporâneos, da literatura cabo-verdiana (no contexto das literaturas africanas de língua portuguesa) e da brasileira, procura verificar a partir do espaço, fatores implícitos na composição dos textos, que convergem para um entendimento dessa nova fase de intercâmbio literário. Este projeto com base teórico-metodológica dos estudos comparados de literaturas de língua portuguesa teve seu início no ano de 2000.

Diálogos literários contemporâneos: Brasil e Cabo Verde

Coordenador: Prof. Dr. Genivaldo Rodrigues Sobrinho

 

Pesquisadores: Genivaldo Rodrigues Sobrinho e Antonio Aparecido Mantovani

 

Linha de Pesquisa: Estudos Literários

 

Ano de início: 2014

 

Instituição Financiadora: UNEMAT

 

Descrição:O projeto de pesquisa ancorada na proposta teórico-metodológica dos estudos comparados dá sequência às investigações dos diálogos literários que se estabelecem em textos contemporâneos publicados no Brasil e em Cabo Verde e ainda os limites que aproximam a literatura cabo-verdiana e a brasileira. Tem como objetivo a análise em dois espaços contemporâneos, nas suas similitudes e diferenças representadas em romances, para contribuir para uma reflexão acerca das reverberações e transformações dos ecos da Revista Claridade na produção cabo-verdiana contemporânea. Os estudos voltados às Literaturas de Língua Portuguesa ultrapassam as fronteiras geográficas para unirem-se em torno de aspectos sócio-políticos que encontram na literatura um terreno fértil para a representação de problemas comuns nas sociedades brasileira e cabo-verdiana.

O discurso da sustentabilidade do setor extrativista da floresta amazônica

Coordenadora: Profa. Dra. CristinneLeus Tomé

 

Pesquisadores: Cristinne Leus Tomé

 

Linha de Pesquisa: Estudos Linguísticos

 

Ano de início: 2015

 

Instituição Financiadora: UNEMAT

 

Descrição:Este projeto tem como proposta a reflexão sobre prática discursiva que ocorre no setor extrativista na Floresta Amazônica quando aborda a questão da sustentabilidade no tripé econômico, social e ambiental. Nossos estudos terão como proposta teórica a Análise de Discurso de linha francesa, pechetiana, e os conceitos para análise serão sujeito, sentidos, história, ideologia e discurso. A delimitação geográfica será a cidade de Sinop e região, e a delimitação temporal será a partir de 1970 até hoje: momentos históricos diferentes que permitem sentidos diferentes para os contextos de produção deste discurso. Buscaremos compreender a prática discursiva na formulação “desenvolvimento sustentável”. O quê significa? Quais sentidos estão ali expressos?

  • Todos
  • Projetos Encerrados
  • Projetos Vigentes
 

Projetos VigentesProjetos Vigentes

 

Projetos EncerradosProjetos Encerrados

 

Projetos EncerradosProjetos Encerrados

 

Projetos VigentesProjetos Vigentes

Rede Social


Copyright 2019 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada II
78200-000 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000