Mato Grosso, Sexta-Feira, 20 de Maio de 2022     
Novo Portal

ProfLetras - Cceres

Principais Projetos (Mapa da pgina | Voltar)

Projetos Encerrados

Memória e leitura: questões epistemológicas e práticas multidisciplinares

 

Coordenadora : Silvia Regina Nunes

Linha de Pesquisa: Teorias da Linguagem e Ensino

Descrição do Projeto:

Trata-se de um projeto de caráter epistemológico e interface interdisciplinar, que tem como finalidade, utilizando os princípios e procedimentos da Análise de Discurso, a compreensão do funcionamento do "papel da memória", a partir da análise de estudos realizados pela Psicologia Social/Cognitiva (Cognição Social), Ciências Biológicas/Neurofisiologia, Psicolinguística, Psicanálise e a própria Análise de Discurso. Pretende-se produzir conhecimentos sobre a concepção e funcionamento da memória nestas áreas/subáreas de conhecimento e compreender o modo como o conceito de memória se materializa nas práticas de leitura contemporâneas, em diferentes materiais. O projeto congregará pesquisadores interessados na temática, bem como alunos de graduação (IC) e pós-graduação (M/D) a eles vinculados.

Data de Início: Fevereiro de 2014.

Natureza do Projeto: Pesquisa

 

___________________________________________________________________________________________________________________

 

A condição provisória do presente: questões de literatura política

 

Coordenadora: Vera Lúcia da Rocha Maquêa

Linha de pesquisa: Leitura e Produção Textual: Diversidade Social e Práticas Docentes

Descrição do Projeto:

Este Projeto propõe investigar as literaturas recentes da África austral buscando apreender as formas de representação da condição itinerante que muitos grupos humanos vivem em função das consequências de guerras, modos de governo autoritários e mesmo de acidentes naturais. A vida nestes lugares, provisória e precária, instaura novas perspectivas de identidades e de pertencimentos. Conhecer as literaturas africanas permite uma aproximação importante tanto com novos sentidos humanistas, quanto com o domínio de registros sociais alicerçados em conceitos que definem a propósito de hábitos e atitudes culturais, como as práticas de leitura. O homem fora do lugar, desacomodado e fragmentado, principal personagem da ficção contemporânea, encontra em cada pessoa do presente uma estação de sua ruptura. A literatura e a política encontram-se nesse momento, estendendo suas derivações sobre uma sociedade que necessita de novos paradigmas para uma crítica de sua produção. Como condição para compreender o estatuto que nos faz cidadãos do mundo, é necessário entender que o espaço geográfico de localização dessas culturas fez parte de um complexo processo de formação histórico-social. Neste Projeto propomos desenvolver uma pesquisa acerca de noções como identidade, trânsitos culturais, natureza da narrativa de ficção e relações entre a produção literária contemporânea e a tradição ocidental, nas literaturas africanas, principalmente as de língua portuguesa. Com isso, intenta-se compreender parte da produção literária do romance africano, no que se refere às articulações de práticas culturais ocidentais com as tradições africanas, seus valores e noções de família, de honra e de organização social, bem como o ensino dessas literaturas na escola. Os estudos ainda tratam das literaturas africanas, tendo como horizontes literários as relações culturais e históricas entre Brasil e os países africanos. Considere-se ainda que um dos problemas abordados em várias áreas do conhecimento atualmente, de modo particular no campo das humanidades, é o lugar da imprevisibilidade produzido pelo encontro de matrizes culturais diversas e que precisa ser reconhecido na escola. As relações entre literatura, ensino e leitura constituemum mote importante para o empenho sistemático da escola na formação do leitor.

Data de Início: Dezembro de 2013.

Natureza do Projeto: Pesquisa

 

___________________________________________________________________________________________________________________

 

Espaço das representações simbólicas de/em Mato Grosso: estudos da sua cultura e literatura

 

Coordenadora: Olga Maria Castrillon Mendes

Linha de Pesquisa: Teorias da linguagem e Ensino

Descrição do Projeto:

Propõe estudar as publicações literárias veiculadas nos jornais de Mato Grosso, no período de 1890 a 1930, no sentido de dar visibilidade às formas como a intelectualidade pensava o Estado e suas representações. Os discursos histórico-literários ligam-se às formulações culturais que demarcam identidades e o lugar social das pessoas, incluindo a escola. Na base dessas relações plurais interessam a natureza e a função da história e da literatura na constituição de comportamentos culturais, colocando em xeque a dicotomia regional versus universal, problematizada a partir da ideia de fronteira e cultura de margem.

Data de Início: Agosto de 2014.

Natureza do Projeto: Pesquisa.

 

___________________________________________________________________________________________________________________

 

Cidade e memória

 

Coordenadora: Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta

Linha de Pesquisa: Leitura e Produção Textual: diversidade social e práticas docentes

Descrição do Projeto

O Projeto “Cidade e Memória” toma como lugar de pesquisa a cidade, entendendo-a como sentido, espaço de dispersão de textos, discursos, acontecimento de linguagem. O objetivo do grupo é construir uma reflexão teórica sobre a língua, a interpretação valendo-se de estudos de textos jornalísticos, documentários, discursos institucionais, ecológicos, pedagógico e sobre acessibilidade. O projeto abarca a área da linguística compreendendo os estudos da Análise de Discurso francesa e da Semântica da Enunciação. Pensar a cidade, dizer sobre a cidade tem sido algo que mobiliza diferentes questões requerem que a questione, que a interprete. Do ponto de vista teórico da Análise de Discurso, entendemos que a cidade é constituída de sentidos, de normas, e que a lei traz, pela ordem do discurso, a projeção imaginária de cidade e do sujeito de direito. O No aspecto semântico, a Semântica da Enunciação se constitui em disciplina que trata a significação ao mesmo tempo linguística, histórica e relativa ao sujeito que enuncia. Os estudos dessa Semântica foram desenvolvidos, no Brasil, por Eduardo Guimarães, a partir da filiação à Teoria da Enunciação de Émile Benveniste, para quem a enunciação é uma relação do sujeito com a língua, à Teoria Polifônica da Enunciação, de Osvald Ducrot, que a concebe como acontecimento histórico e momentâneo da língua, e à Teoria da Análise de Discurso, de linha francesa (Michel Pêcheux e Eni Orlandi) da qual mobiliza os conceitos de discurso e interdiscurso, que são cruciais para afirmar que a enunciação (o dizer) tem uma determinação histórica e social. O fato de tomarmos a cidade, como lugar de interpretação, já delimita um lugar de interesse e particulariza o gesto do pesquisador da área da linguagem, em relação à cidade. Isto é, o estudioso da língua/linguagem tem na corporeidade urbana uma forma de pensar a cidade enquanto sentido, materialidade densa que entrecruza diferentes discursos, dada a própria constituição do urbano, da espessura semântica das palavras que falam a/na cidade.

Data de Início: Abril de 2013

Natureza do Projeto: Pesquisa

 

___________________________________________________________________________________________________________________

 

Leitura e escrita: diferentes linguagens nas práticas de inclusão

 

Coordenadora: Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta

Linha de Pesquisa: Leitura e Produção Textual: diversidade social e práticas docentes

Descrição do Projeto

A UNEMAT/Cáceres, por meio do subprojeto da área de Letras-Português denominado “Leitura e Escrita: diferentes linguagens nas práticas de inclusão” tem por objetivo dar continuidade as atividades que já vem desenvolvendo com o PIBID em andamento, que é trabalhar com práticas de leitura e escrita. Essa nova edição que propomos ao PIBID/Letras-Português procura ampliar a equipe, o número de coordenadores, supervisores e de bolsistas, e acrescentar o trabalho com a linguagem de sinais, LIBRAS, bem como a criação de uma revista digital para circulação de textos produzidos na escola. Buscamos promover a inserção de alunos de licenciatura em Letras no contexto das escolas, da rede pública de ensino visando aperfeiçoar a formação do licenciado no ambiente escolar de modo a refletir sobre os conteúdos estudados em língua portuguesa no ensino médio, promovendo, assim, uma reflexão entre teoria e prática como uma postura importante da docência. Considerando o contexto atual, é imperativo investir na formação de professores de língua/linguagem, bem como é preciso investir na escola, produzindo ressonância no ensino/aprendizagem da língua, porque é pela língua que o individuo se torna sujeito e é como sujeito que ele vai lutar por sua cidadania e produzir uma diferença na sociedade, no sentido de transformá-la, melhorando o meio social, as instituições e a sua relação com o outro.

Data de Início: Abril de 2014

Natureza do Projeto: Extensão

 

___________________________________________________________________________________________________________________

 

Ciência, língua e ensino

 

Coordenadora : Ana Maria Di Renzo

Linha de Pesquisa: Teorias da Linguagem e Ensino

Descrição do Projeto

O Projeto de Pesquisa Ciência, Língua e Ensino, aprovado pelo CNPQ, processo n. 484578/2012-0, propõe pensar a relação língua, sujeito e ensino como espaço de múltiplas possibilidades de criação, de transformação e de circulação do conhecimento científico. Visa à consolidação das ambiências de pesquisa interiorizadas em regiões historicamente menos favorecidas do Brasil, como é o caso do Estado de Mato Grosso, a fim de torná-lo lugar de referência na produção do conhecimento sobre a área. Objetiva, também, a articulação das atividades de ensino e pesquisa desenvolvidas na graduação e na pós-graduação, além de promover a formação continuada dos professores da rede pública, buscando o fortalecimento da parceria entre o meio acadêmico e as escolas, ampliando os espaços de formação da Universidade.

Data de Início: Fevereiro de 2012

Natureza do Projeto: Pesquisa e Extensão

Equipe Docente:

Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta

Gislaine Aparecida Carvalho

Leila Salomão Jacob Bisinoto

Maristela Cury Sarian

Nilce Maria da Silva

Vera Regina Martins e Silva

Projetos do Quadrinio 2017-2020

A literatura na voz de quem produz: ciclo de debates com/sobre escritores mato-grossenses

 

Equipe Docente:

Olga Maria Castrillon Mendes – Coordenadora

Vera Lúcia da Rocha Maquêa – Integrante

Linha de Atuação: Estudos Literários

Descrição do Projeto:

O Projeto de Extensão é uma proposição do CEPLIT/NEL da UNEMAT, campus de Cáceres, em parceria com o Instituto Histórico e Geográfico de Cáceres, a Academia Mato-Grossense de Letras e as Prefeituras Municipais, objetivando difundir e discutira a produção literária, histórica e cultural de Mato Grosso através de Encontros e/ou Oficinas, nos municípios atendidos pela UNEMAT, com a possibilidade de expansão para outros municípios. Constitui-se, portanto, em um Programa Piloto de democratização do produto cultural do Estado. Tal proposta respalda o anseio de, não só difundir a produção existente, mas principalmente, atingir o jovem leitor e os professores da Educação Básica, num momento de desmonte dos valores, crise de atitudes e falta de perspectiva cidadã. Acredita-se, portanto, no caráter humanizador e formador da leitura e na vontade coletiva de democratização do acesso à cultura letrada de Mato Grosso. Nesse processo, o professor é visto como o centro gravitacional das propostas emanadas na escola e na sociedade.

Data de Início: Março de 2018

Natureza do Projeto: Extensão

__________________________________________________________________________________________________________________

 

Língua Brasileira de Sinais - Libras: Formação de profissionais - entre a docência e/ou a tradução/interpretação

 

Equipe Docente:

Nilce Maria da Silva – Coordenadora

Vera Regina Martins e Silva – Integrante

Maria José Landivar de Figueiredo Barbosa – Integrante

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

Essa ação objetivou contribuir no processo de formação e capacitação de profissionais e de família de surdos interessados em trabalhar na docência ou tradução/interpretação de LIBRAS para assegurar a inclusão de pessoas surdas em escolas, universidades e no mercado de trabalho. É uma ação que foi sendo desenvolvida pelo curso de Letras e foi aprovada pelo Edital PROEXT 2013. O público constitui-se de sujeitos surdos de Cáceres/MT e de municípios vizinhos, de famílias de surdos e de acadêmicos e funcionários da UNEMAT e comunidade externa da UNEMAT. Desenvolvemos esta ação de várias formas, principalmente através: 1º - Formação de intérpretes e tradutores em Libras; 2º - formação de professores das escolas da Educação Básica e 3º - formar pessoas surdas. Este terceiro curso objetiva atuar diretamente com os surdos no processo de aquisição da LIBRAS, para aqueles que não a adquiriram, e aprimoramento da Libras e da Língua Portuguesa, para aqueles que estão em processo de escolarização.

Data de Início: Abril de 2013

Natureza do Projeto: Extensão

__________________________________________________________________________________________________________________

 

Literatura em Mato Grosso no período de abertura política: Ricardo Dicke e Tereza Albues

 

Coordenador: Everton Almeida Barbosa

Linha de Atuação: Estudos Literários

Descrição do Projeto:

Este projeto tem por objetivo estudar os romances "Pedra Canga" e "Chapada da Palma Roxa", de Tereza Albues, e "O Último Horizonte" e "Madona dos Páramos", de Ricardo Guilherme Dicke, no intuito de analisar as relações entre sua estrutura interna e seu contexto de produção e recepção, considerando o período de abertura política no Brasil. A abordagem se dará pelo estudo das relações entre narrador, tempo e memória nos romances, a partir das referências de Mikhail Bakthin (1997), Walter Benjamin (1994) e Gérard Genette (1995), bem como dos estudos sobre memória e história, de Pierre Nora (1981) e Maurice Halbwachs (1990), e ainda dos estudos de Hannah Arendt (1961) e Giorgio Agamben (2008). A articulação entre essas referências compreende, principalmente, uma reflexão sobre a autoria e a posição do autor no âmbito da cultura, da história e da sociedade, flexibilizando certos posicionamentos, como o do distanciamento entre ficção e realidade. Essa reflexão é importante, uma vez que procurar-se-á estabelecer vínculos entre a composição estética dos romances e sua recepção, buscando compreender melhor como as obras circularam no período em questão e que traços culturais trazem em sua estrutura. A pesquisa visa também a compor material sobre o período de abertura política no Brasil e suas implicações locais, cuja abordagem acadêmica ainda é escassa.

Data de Início: Março de 2018

Natureza do Projeto: Pesquisa

__________________________________________________________________________________________________________________

 

Literatura Infantojuvenil: Poesia e Prosa - LIPP

 

Coordenadora: Elizete Dall Comune Hunhoff

Linha de Atuação: Estudos Literários

Descrição do Projeto:

O projeto visa a desenvolver pesquisa literária e investigar como se processam as vozes da criança e do adolescente e, consequentemente, a atribuição de significados nos textos literários de autores contemporâneos, visando à compreensão das relações das diversas teorias com a prática. Analisar como ocorre o processo da constituição do leitor no ato da leitura em formações imaginárias, contemporâneas. Vislumbramos entender como a possível valorização da literatura infantojuvenil pode abrir discussões entre língua-literatura-cultura, sujeito-comunidade-escola, e incentivar o desenvolvimento do leitor crítico, favorecer a visibilidade da dinâmica discursiva e suas implicações à língua e à literatura como contribuição importante no processo educacional.

Data de Início: Março de 2013

Natureza do Projeto: Pesquisa

__________________________________________________________________________________________________________________

 

Luz, Câmera, (Form)ação: Cinema alternativo em Tangará da Serra

 

Equipe Docente:

Maria Helena Rodrigues Paes – Coordenadora

Everton Almeida Barbosa - Integrante

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

Trata-se de um projeto na perspectiva de ensino, pesquisa e extensão que objetiva, principalmente, oferecer à população em geral do município de Tangará da Serra a oportunidade de acompanhar mensalmente e de forma gratuita a exibição de filmes que problematizem questões que permeiam a vida humana, como educação, ciência, política, arte, economia, questões de ordem espiritual, religiosa, psíquica e existencial, entre outras. Almeja-se oferecer à população, uma possibilidade de aprender com o cinema, a mais popular das modalidades artísticas desde sua emergência. Busca-se inserir a população em momentos de reflexão sobre vida e entorno social, encurtando assim as distâncias entre a Universidade do Estado de Mato Grosso campus de TGA da Serra - e a comunidade. O projeto ainda prevê a formação de grupo de estudos sobre o cinema como "ferramenta educativa", considerando o que se tem compreendido como Pedagogia Cultural. A partir das discussões o grupo organizará a oferta de uma disciplina eletiva, que a princípio está sendo denominada de "Cinema e Educação", a qual poderá ser cursada por acadêmicos regularmente matriculados em todos os cursos do campus de Tangará da Serra. O projeto se caracteriza de pesquisa na medida em que buscará investigar de que modo as narrativas fílmicas tem se feito presente na rotina de salas de aula dos cursos de graduação da Unemat-Tangará da Serra e como os acadêmicos estão representando o uso das mesmas como ferramenta de aprendizagem.

Data de Início: Março de 2014

Natureza do Projeto: Extensão

__________________________________________________________________________________________________________________

 

Naus literárias: literaturas, culturas e ensino

 

Coordenadora: Olga Maria Castrillon Mendes

Linha de Atuação: Estudos Literários

Descrição do Projeto:

Projeto que possibilita a realização de aulas abertas, na graduação, visando dinamizar a leitura do texto literário em diferentes plataformas, a reunião dos professores da graduação e das escolas e, principalmente, o alargamento do universo literário.

Data de Início: Março de 2017

Natureza do Projeto: Extensão

__________________________________________________________________________________________________________________

 

PIBID: Leitura e Escrita: diferentes linguagens nas práticas de inclusão

 

Equipe Docente:

Sandra Raquel de Almeida Cabral Hayashida – Coordenadora

Nilce Maria da Silva – Integrante

Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta - Integrante

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

Objetiva-se promover a inserção de alunos de licenciatura em Letras no contexto das escolas, da rede pública de ensino visando aperfeiçoar a formação do licenciado no ambiente escolar de modo a refletir sobre os conteúdos estudados em língua portuguesa no ensino médio, promovendo, assim, uma reflexão entre teoria e prática como uma postura importante da docência

Data de Início: Abril de 2014

Natureza do Projeto: Extensão

 

 

 

 

Projetos em Andamento

Cidade e sentido: uma questão de leitura e ensino

 

Equipe Docente:

Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta – Coordenadora

Nilce Maria da Silva – Integrante

Ana Maria Di Renzo – Integrante

Sandra Raquel Cabral de Almeida Hayashida – Integrante

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

Este projeto de pesquisa visa problematizar o estudo da língua tomando como corpus o texto urbano veiculado por instituições do Estado de Mato Grosso entre 1990 a 2016, que tange sobre a questão ambiental. Interessa-nos pensar a posição sócio histórica e política do sujeito-leitor, as condições de produção do texto urbano, verbal e não verbal, que tratam da questão ambiental e, como esse discurso poderá produzir efeitos de sentido nas políticas de ensino. Uma maneira distinta de se dar a ler, compreender como o Estado se coloca e articula sobre a educação ambiental em distintas condições de produção. Se a análise de discurso se quer uma (nova) maneira de ler as materialidades escritas e orais, que relação nova ela deve construir entre a leitura, a interlocução, a memória e o pensamento (PÊCHEUX, 1997, p.317). A teoria da Análise de Discurso ao questionar os modos de produção de leitura se funda como teoria de entremeio, inscrevendo-se no eixo teórico científico os campos da Linguística, da História e da Psicanálise, conforme Pêcheux (1997), em que se propõe pelos fundamentos teóricos da Análise de Discurso em 1969, na França, pensar a relação sujeito, língua, história. Nessa direção, o fio condutor deste trabalho se alinha a compreender: a) a língua como memória discursiva; b) os efeitos de sentido da política de Estado, o discurso institucional, para a educação ambiental; c) as inter-relações, as interpelações do sujeito com a educação ambiental, modo de subjetivação, de individuar no mundo capitalista, globalizado.

Data de Início: Abril de 2017

Natureza do Projeto: Pesquisa

_____________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Contextos educativos da infância

 

Equipe Docente: 

Rinalda Bezerra Carlos - Coordenadora

Maria José Landivar de Figueiredo Barbosa - Integrantel

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

O projeto objetiva refletir sobre temáticas acerca da educação na infância em suas abordagens, cujos estudos direcionam-se para a prática dos professores que atuam com a infância, a organização do trabalho pedagógico, o processo de aprendizagem dentre outros temas que abarcam a educação formal da criança. Mais especificamente, queremos compreender como a criança de 6 anos de idade percebe o primeiro ano do Ensino Fundamental – EF. Pretendemos identificar o que pensam e sentem as crianças sobre as atividades pedagógicas desenvolvidas em sala de aula. Para coleta de dados utilizaremos dois procedimentos, um deles será a observação da prática pedagógica das professoras tendo por finalidade constatar quais são as atividades propostas e como as crianças reagem frente a elas. A outra técnica será a conversa espontânea com as crianças por meio de roda de conversa, a fim de perceber o que elas dizem sobre as atividades desenvolvidas e a escola em geral, na tentativa de capturar os sentimentos expressos em suas falas e demonstrados a partir de desenhos. Nosso universo de pesquisa compreende os primeiros anos do EF de três escolas públicas localizadas na Cidade de Cáceres. A preocupação reside no sentido de realizar análises e reflexões acerca da prática pedagógica efetivada em sala de aula, tendo em vista que a Lei 11.274 (BRASIL, 2006a), inclui no EF as crianças com 6 anos, que até pouco tempo, frequentavam a Educação Infantil - EI. Nesse contexto, é preciso garantir no primeiro ano uma prática pedagógica motivadora, atrativa, de forma que as crianças se interessem pelas atividades propostas, evitando que elas vivenciem uma ruptura brusca na passagem de uma fase da educação – EI para outra EF.

Data de Início: Março de 2017

Natureza do Projeto: Pesquisa

_____________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Corpo & Cordas: literatura e música

 

Coordenador: Everton Almeida Barbosa

Linha de Atuação: Estudos Literários

Descrição do Projeto:

Este projeto tem por objetivo ampliar o repertório cultural lítero-musical das comunidades interna e externa, promovendo apresentações com música e poesia selecionadas a partir de recortes temáticos que compreendem contexto histórico, biografias de autores, análise formal e crítica cultural. Entende-se que, dessa forma, é possível colaborar, no campo cultural, com a construção de um repertório alternativo àquele oferecido espontaneamente pelos meios de comunicação em massa, na cidade de Tangará da Serra, dando oportunidade à comunidade, tanto de entrar em contato com outros estilos de arte, quanto de refletir sobre a produção artística e sua relação com a sociedade. Para a equipe, o projeto funcionará como composição contínua de repertório de poesia e música, por meio da pesquisa sobre autores e compositores, técnicas e estilos. Para a comunidade, funcionará como divulgação da arte produzida pelas diversas culturas do país, além de formação específica na área da reflexão sobre a diversidade cultural.

Data de Início: Março de 2020

Natureza do Projeto: Extensão

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Discurso, arquivo e memória na constituição do digital

 

Equipe Docente:

Cristiane Dias – Coordenadora

Ana Maria Di Renzo - Integrante

Maristela Cury Sarian – Integrante

Nilce Maria da Silva – Integrante

Valdir Silva – Integrante

Vera Regina Martins e Silva – Integrante

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

A pesquisa sobre o digital, compreendida da perspectiva da ciência da linguagem e, mais especificamente, no âmbito da Análise de Discurso, tem contribuído muito para uma maior compreensão dos sentidos, seus efeitos e seus modos de circulação e formulação. No entanto, ainda temos um caminho a percorrer no que se refere à construção do dispositivo analítico, que demanda um trabalho de memória e autoria do próprio analista na relação com o objeto e com a operacionalização dos conceitos. Como identificar as marcas e propriedades do discurso que se textualiza pelo digital e se constitui por uma memória metálica que acumula mais do mesmo em sua circulação incessante? Como delimitar as especificidades dos processos de significação dos discursos sempre em looping? A partir dessas questões, esse projeto reúne uma equipe de pesquisadores de diferentes instituições com o objetivo de desenvolver uma ampla discussão, no âmbito de uma rede interinstitucional, em torno da constituição, formulação e circulação do/no digital. Também objetivamos, com a reunião dessa equipe buscar compreender o movimento da constituição do discurso [do] digital, tratar teoricamente a questão dos objetos de conhecimento, como se formulam e circulam afetados pela discursividade digital em sua constituição. Para tanto, o projeto propõe a construção de objetos digitais tais como um Museu Digital da Leitura (MDL), um Aplicativo de memórias do sujeito sobre a cidade e um Linkarium (ou dicionário de links). Cada um desses objetos deverá ter uma forma material sustentada nos pressupostos teóricos da Análise do discurso digital.

Data de Início: Abril de 2017

Natureza do Projeto: Pesquisa

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Ensino de Literaturas e culturas africanas e afro-brasileira na Educação Básica e Superior em Mato Grosso

 

Equipe Docente:

Agnaldo Rodrigues – Coordenador

Olga Maria Castrillon Mendes – Integrante

Vera Lúcia da Rocha Maquêa – Integrante

Linha de Atuação: Estudos Literários

Descrição do Projeto:

Ensino de literaturas e culturas africanas e afro-brasileira na educação básica e superior em Mato Grosso é um projeto de cooperação em redes de pesquisa, proposto pela Universidade do Estado de Mato Grosso, Universidade Federal de Mato Grosso e Universidade de Lisboa (Portugal). O projeto anuncia um novo limiar ao ensino dessas literaturas e culturas em todos os níveis de ensino, integrando o ensino básico com o superior, a graduação com a pós-graduação, e estes com os grupos de pesquisa de universidades distintas, bem como as potencialidades do sistema educacional com a sociedade. Para articulação das ações, duas universidades públicas sediadas em Mato Grosso, com grupos de pesquisa consolidados voltados à temática proposta, propõem desenvolver uma investigação que constará, num primeiro momento, de duas etapas fundamentais: a primeira consiste em uma fase de observação nos loci de desenvolvimento da pesquisa, com entrevistas e recolha de informações e documentos; a segunda prevê um estudo sistematizado dos dados, com objetivo de identificar possíveis fragilidades nas práticas correntes, para, enfim, consubstanciar a produção científica, cujas bases nortearão uma prática mais coerente e consistente na disseminação dos conteúdos. O elenco do suporte material deverá atender às perspectivas das leis e parâmetros que regem o ensino da história e culturas africanas e afro-brasileira no currículo da educação básica. Cumprida essa fase preliminar do projeto, o trabalho avançará diante dos propósitos estabelecidos, de modo a propor alternativas de avaliação do ensino dessas literaturas e culturas nos cursos de letras, na medida em que o licenciando poderá adquirir a competência para desenvolver um trabalho eficaz na aplicabilidade dos conteúdos, por meio das obras literárias e artísticas, uma vez que elas estão impregnadas de substrato histórico, filosófico, sociológico e psicológico de períodos socioculturais distintos. Nessa direção, pesquisadores de reconhecidas atuações científicas, educacionais e culturais reúnem-se com o propósito de avaliar uma situação vigente no ensino público de Mato Grosso, a fim de traçar diretrizes capazes de interferir positivamente na prática pedagógica e investigativa para o estudo e ensino de nossa literatura, bem como de literaturas e culturas diferentes, mas aproximadas historicamente pelos trânsitos linguísticos e históricos que nos dias atuais consolidam-se no mundo da língua portuguesa.

Data de Início: Março de 2018

Natureza do Projeto: Pesquisa

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

História das Ideias Linguísticas no Brasil: as políticas de língua escrita nos instrumentais de ensino

 

Coordenadora: Ana Maria Di Renzo

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

O objetivo dessa pesquisa é compreender a constituição do sujeito escolar através da concepção de representação escrita da língua, adotada pelos instrumentais de ensino de Língua Portuguesa, da rede pública e privada de Mato Grosso, pondo em relação às teorias discursivas sobre língua e escrita, a formação nos cursos de Letras e os conhecimentos linguísticos cobrados nos exames de desempenho nacional. Nesse sentido, o que se pretende é compreender de que maneira as relações da escrita com outras instituições reguladoras do Estado, especialmente a Escola, estão na base da constituição e fazem funcionar um imaginário do sujeito-escritor

Data de Início: Abril de 2007

Natureza do Projeto: Pesquisa

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Língua Portuguesa para estrangeiro

 

Coordenador: Valdir Silva

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

Cáceres é um município localizado na fronteira com a Bolívia, na mesorregião Centro-Sul do estado de Mato Grosso e na microrregião do Alto Pantanal, banhado pelo Rio Paraguai, com saída para o Oceano Pacífico. Assim, geograficamente, é extensa a região de fronteira na qual se estabelecem inúmeras relações interculturais, entre elas, o contato linguístico. Muitos estrangeiros, de várias nacionalidades e por inúmeras razoes, se movimentam no espaço fronteiriço. Portanto, o curso de Línguas sem Fronteira é uma forma de inserir os estrangeiros no contexto da fronteira, contribuindo para um gesto de acolhimento às pessoas que necessitam e desejam aprender o nosso idioma. Trata-se de um projeto de extensão que contribui sobremaneira para o papel social da UNEMAT, enquanto instituição de ensino, assim como contribui também como espaço de pesquisa e atuação para os professores e alunos do Curso de Letras e Programa de Pós-graduação em Linguística. Sendo assim, o curso de Línguas sem Fronteira ofertará cursos de 60 (sessenta horas aula), em dois módulos, sendo um básico e outro intermediário, considerando a diversidade do público-alvo. Pelo caráter social que essa atividade de extensão representa para estrangeiros e não estrangeiros, não será cobrada nenhuma taxa de qualquer natureza.

Data de Início: Março de 2019

Natureza do Projeto: Extensão

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Linguagem, redes sociais e dispositivos móveis: resiliência e adaptações nas práticas de ensino e de aprendizagem contemporâneas

 

Coordenador: Valdir Silva

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

As profundas e significativas transformações sociais, econômicas, políticas, culturais e tecnológicas que estamos vivenciando no mundo atual são, em sua grande maioria, efeitos das tecnologias digitais da informação e da comunicação, que emergiram no final século passado: a internet e os computadores pessoais e, mais recentemente, os dispositivos móveis, como os tablets e os celulares smartphones. Os impactos destas tecnologias na sociedade contemporânea estão nos compelindo a (re)significar nossas ideias, conceitos, interpretações, etc., nos impondo a vivência de novas experiências no saber, no fazer, no sentir, no pensar, redimensionando as relações sociais. Logo, as instituições educacionais e, consequentemente, as práticas de ensino e de aprendizagem. Amparados nessa realidade, este projeto tem por objetivo investigar os níveis de complexidade e de resiliência adaptativas dos graduandos dos cursos de licenciaturas dos cinco cursos de Letras da UNEMAT (nos campi de Cáceres, Pontes e Lacerda, Tangará da Serra, Alto Araguaia e Sinop). Para tanto, tomaremos para investigação as dinâmicas de interação dos alunos matriculados na disciplina Linguagem e Tecnologia dos referidos cursos a ser ofertada na modalidade semipresencial, a partir do trabalho com seminários desenvolvidos no contexto de grupos constituídos na rede social Facebook e mediados pelas tecnologias móveis (smartphones e tablets), sobre os seguintes temas: games, mapas, tradutores, fanfictions, vídeos, memes, fanzines, internetês, blogs, aplicativos, entre outros. Em termos metodológicos, o estudo será orientado com base na pesquisa exploratória, descritiva e explicativa em articulação com os Sistemas Adaptativos Complexos (HOLLAND, 1995, 1997; WALDROP, 1992; DAVIS e SUMARA, 2006). Tomamos essa perspectiva teórica, por entendermos, a exemplo de muitos pesquisadores da área da Linguística Aplicada (LARSEN-FREEMAN, 1997; PAIVA, 2002; VAN LIER, 2004; LANTOLF, 2006; CAMERON E DEIGNAN, 2006), que ela configura-se como uma proposição plausível para descrever, interpretar e compreender as dinâmicas complexas das práticas sociais de ensino e de aprendizagem sobre língua(gem) nos contextos presenciais, virtual ou híbridos, a partir da seguinte categorias: a) diversidade, b) interação, c) iteração, d) resiliência, e) colaboração, f) autonomia, g) adaptação, h) emergência, i) auto-organização, j) sensibilidade às condições iniciais, k) bifurcação, l) fractais, m) conectividade, n) imprevisibilidade, entre outros.

Data de Início: Março de 2017

Natureza do Projeto: Pesquisa

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

LIPP - Literatura Infantojuvenil: Poesia e Prosa

 

Coordenadora: Elizete Dall’Comune Hunhoff

Linha de Atuação: Estudos Literários

Descrição do Projeto:

O projeto visa a desenvolver pesquisa literária e investigar como se processam as vozes da criança e do adolescente e, consequentemente, a atribuição de significados nos textos literários de autores contemporâneos, visando à compreensão das relações das diversas teorias com a prática. Analisar como ocorre o processo da constituição do leitor no ato da leitura em formações imaginárias, contemporâneas. Vislumbramos entender como a possível valorização da literatura infantojuvenil pode abrir discussões entre língua-literatura-cultura, sujeito-comunidade-escola, e incentivar o desenvolvimento do leitor crítico, favorecer a visibilidade da dinâmica discursiva e suas implicações à língua e à literatura como contribuição importante no processo educacional.

Data de Início: Abril de 2013

Natureza do Projeto: Pesquisa

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Materialidade da ideologia: práticas discursivas, sujeitos e imaginário social

 

Coordenadora: Eni de Lourdes Puccinelli Orlandi

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

Trata-se de uma pesquisa que visa compreender como fatos políticos de conjuntura extremamente fortes - como uma ditadura - produzem efeitos ideológicos não só em práticas discursivas como também na formação social em seu imaginário e em sua existência cotidiana afetando os sujeitos em sua vida, que, por enquanto, vamos chamar de pessoal: separações de casais, mudança de profissão, mudança de país, mudança de objetivos de vida, deslocamento de comportamentos etc. Desse modo, queremos mostrar que não é só o inconsciente que funciona no sujeito em seus efeitos mas também a ideologia atinge a psique e os processos sociopolíticos de identificação. Tem sua materialidade na constituição dos sujeitos. Também visamos compreender como a ideologia se materializa na relação entre o Estado e os sujeitos na constituição da formação social e seu imaginário

Data de Início: Março de 2018

Natureza do Projeto: Pesquisa

______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Para a História do Português Brasileiro-Mato Grosso - PHPB-MT

 

Coordenador: José Leonildo Lima

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

O projeto Para a História do Português Brasileiro-Mato Grosso PHPB-MT está vinculado do Projeto Para a História do Português Brasileiro  PHPB, coordenado pelo pesquisador Ataliba de Castilho. Os objetivos do projeto PHPB-MT são os de analisar aspectos linguísticos, históricos e sócio-culturais que serviram de base para a formação e expansão do português trazido a Cuiabá e Mato Grosso pelos bandeirantes paulistas, inicialmente à busca do índio, para escravização, depois à cata do ouro. Para tanto, tem por objeto de análise material impresso ou manuscrito, antigo ou moderno, produzido em Mato Grosso a partir do século XVIII, pertencente ao Arquivo Público de Mato Grosso, Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso e demais acervos, civis ou religiosos, assim como em outros acervos no Brasil ou no exterior. Também será utilizado material oral coletado na região de Cuiabá e do estado de Mato Grosso como, por exemplo, o Atlas Linguístico de Mato Grosso ALiMAT, ora em fase final de execução.

Data de Início: Abril de 2013

Natureza do Projeto: Pesquisa

_______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Teatro na Comunidade

 

Coordenador: José Leonildo Lima

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

A finalidade do projeto é criar um grupo de teatro no Campus Universitário de Nova Mutum com apresentações regulares durante cada ano. Em decorrência de o projeto existe há mais de 5 anos, sua realização é contínua.

Data de Início: Março de 2013

Natureza do Projeto: Extensão

 

_______________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Versões, reformulações, ressignificações: como funciona a linguagem

 

Equipe docente

Eni de Lourdes Puccinelli Orlandi - Coordenadora

Maristela Cury Sarian - Integrante

Vera Regina Martins e Silva - Integrante

Linha de Atuação: Estudos da Linguagem e Práticas Sociais

Descrição do Projeto:

No trabalho do ensino da leitura e da escrita, propomos trabalhar a noção de versões, de reformulação, de substituição, de sinonímia, de ressignificação, de deslocamento. São centrais, para nossos objetivos, a noção de “processo discursivo”, a de “condições de produção”, a de “processo de produção do discurso”, a de “interdiscurso”. O texto materializa a presença-ausente de um conjunto de discursos possíveis em uma relação regrada com suas condições de produção. Trabalhar com versões atinge o ponto em que funciona a produção do efeito que dá unidade (imaginária) ao texto e a ilusão de centralidade ao sujeito. Considerar a noção de versões e trabalhar com os processos discursivos a partir de noções como reformulação, substituição, ressignificação, deslocamento, faz parte do trabalho do ensino da leitura e da escrita, e permite explorar, com os alunos ou os participantes dos projetos, o próprio funcionamento da interpretação na produção dos textos, tomados como discursos. No domínio teórico, visamos a compreensão da articulação entre linguagem/pensamento/mundo. É na compreensão desta relação que reside o domínio sobre o processo de constituição dos sentidos e do sujeito, ao se ligar linguagem e ideologia, na produção de objetos simbólicos os mais variados quanto a sua forma material significante: escritos, imagens, o digital, sons, cores, silêncio etc.

Data de Início: Setembro de 2021

Natureza do Projeto: Pesquisa

 

 

Rede Social


Copyright 2022 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada III
78217-900 - Cceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000