Mato Grosso, Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019     

ProfLetras - Cáceres

Projetos de Pesquisa (Mapa da página | Voltar)

Projetos de Pesquisa em Andamento.

Clique no nome do projeto para mais informações:

Memória e leitura: questões epistemológicas e práticas multidisciplinares

Coordenador : Silvia Regina Nunes

Linha de Pesquisa: Teorias da Linguagem e Ensino

Descrição do Projeto:

Trata-se de um projeto de caráter epistemológico e interface interdisciplinar, que tem como finalidade, utilizando os princípios e procedimentos da Análise de Discurso, a compreensão do funcionamento do "papel da memória", a partir da análise de estudos realizados pela Psicologia Social/Cognitiva (Cognição Social), Ciências Biológicas/Neurofisiologia, Psicolinguística, Psicanálise e a própria Análise de Discurso. Pretende-se produzir conhecimentos sobre a concepção e funcionamento da memória nestas áreas/subáreas de conhecimento e compreender o modo como o conceito de memória se materializa nas práticas de leitura contemporâneas, em diferentes materiais. O projeto congregará pesquisadores interessados na temática, bem como alunos de graduação (IC) e pós-graduação (M/D) a eles vinculados.

Data de Início: 03 de fevereiro de 2014.

Natureza do Projeto: pesquisa

A condição provisória do presente: questões de literatura e política

Coordenadora: Vera Lúcia da Rocha Maquêa

Linha de pesquisa: Leitura e Produção Textual: Diversidade Social e Práticas Docentes

Descrição do Projeto:

Este Projeto propõe investigar as literaturas recentes da África austral buscando apreender as formas de representação da condição itinerante que muitos grupos humanos vivem em função das consequências de guerras, modos de governo autoritários e mesmo de acidentes naturais. A vida nestes lugares, provisória e precária, instaura novas perspectivas de identidades e de pertencimentos. Conhecer as literaturas africanas permite uma aproximação importante tanto com novos sentidos humanistas, quanto com o domínio de registros sociais alicerçados em conceitos que definem a propósito de hábitos e atitudes culturais, como as práticas de leitura. O homem fora do lugar, desacomodado e fragmentado, principal personagem da ficção contemporânea, encontra em cada pessoa do presente uma estação de sua ruptura. A literatura e a política encontram-se nesse momento, estendendo suas derivações sobre uma sociedade que necessita de novos paradigmas para uma crítica de sua produção. Como condição para compreender o estatuto que nos faz cidadãos do mundo, é necessário entender que o espaço geográfico de localização dessas culturas fez parte de um complexo processo de formação histórico-social. Neste Projeto propomos desenvolver uma pesquisa acerca de noções como identidade, trânsitos culturais, natureza da narrativa de ficção e relações entre a produção literária contemporânea e a tradição ocidental, nas literaturas africanas, principalmente as de língua portuguesa. Com isso, intenta-se compreender parte da produção literária do romance africano, no que se refere às articulações de práticas culturais ocidentais com as tradições africanas, seus valores e noções de família, de honra e de organização social, bem como o ensino dessas literaturas na escola. Os estudos ainda tratam das literaturas africanas, tendo como horizontes literários as relações culturais e históricas entre Brasil e os países africanos. Considere-se ainda que um dos problemas abordados em várias áreas do conhecimento atualmente, de modo particular no campo das humanidades, é o lugar da imprevisibilidade produzido pelo encontro de matrizes culturais diversas e que precisa ser reconhecido na escola. As relações entre literatura, ensino e leitura constituemum mote importante para o empenho sistemático da escola na formação do leitor.

Data de Início: 12/2013 12/2015

Natureza do Projeto: Pesquisa


 

Espaço das representações simbólicas de/em Mato Grosso: estudos da sua cultura e literatura

Coordenador : Olga Maria Castrillon Mendes

Linha de Pesquisa: Teorias da linguagem e Ensino

Descrição do Projeto:

Propõe estudar as publicações literárias veiculadas nos jornais de Mato Grosso, no período de 1890 a 1930, no sentido de dar visibilidade às formas como a intelectualidade pensava o Estado e suas representações. Os discursos histórico-literários ligam-se às formulações culturais que demarcam identidades e o lugar social das pessoas, incluindo a escola. Na base dessas relações plurais interessam a natureza e a função da história e da literatura na constituição de comportamentos culturais, colocando em xeque a dicotomia regional versus universal, problematizada a partir da ideia de fronteira e cultura de margem.

Data de Início: agosto/2014 a julho/2016.

Natureza do Projeto: Pesquisa.

Cidade e Memória

Coordenador: Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta

Linha de Pesquisa: Leitura e Produção Textual: diversidade social e práticas docentes

Descrição do Projeto

O Projeto “Cidade e Memória” toma como lugar de pesquisa a cidade, entendendo-a como sentido, espaço de dispersão de textos, discursos, acontecimento de linguagem. O objetivo do grupo é construir uma reflexão teórica sobre a língua, a interpretação valendo-se de estudos de textos jornalísticos, documentários, discursos institucionais, ecológicos, pedagógico e sobre acessibilidade. O projeto abarca a área da linguística compreendendo os estudos da Análise de Discurso francesa e da Semântica da Enunciação. Pensar a cidade, dizer sobre a cidade tem sido algo que mobiliza diferentes questões requerem que a questione, que a interprete. Do ponto de vista teórico da Análise de Discurso, entendemos que a cidade é constituída de sentidos, de normas, e que a lei traz, pela ordem do discurso, a projeção imaginária de cidade e do sujeito de direito. O No aspecto semântico, a Semântica da Enunciação se constitui em disciplina que trata a significação ao mesmo tempo linguística, histórica e relativa ao sujeito que enuncia. Os estudos dessa Semântica foram desenvolvidos, no Brasil, por Eduardo Guimarães, a partir da filiação à Teoria da Enunciação de Émile Benveniste, para quem a enunciação é uma relação do sujeito com a língua, à Teoria Polifônica da Enunciação, de Osvald Ducrot, que a concebe como acontecimento histórico e momentâneo da língua, e à Teoria da Análise de Discurso, de linha francesa (Michel Pêcheux e Eni Orlandi) da qual mobiliza os conceitos de discurso e interdiscurso, que são cruciais para afirmar que a enunciação (o dizer) tem uma determinação histórica e social. O fato de tomarmos a cidade, como lugar de interpretação, já delimita um lugar de interesse e particulariza o gesto do pesquisador da área da linguagem, em relação à cidade. Isto é, o estudioso da língua/linguagem tem na corporeidade urbana uma forma de pensar a cidade enquanto sentido, materialidade densa que entrecruza diferentes discursos, dada a própria constituição do urbano, da espessura semântica das palavras que falam a/na cidade

Data de Início: 2013

Natureza do Projeto: Pesquisa

Leitura e escrita: diferentes linguagens nas práticas de inclusão

Coordenador: Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta

Linha de Pesquisa: Leitura e Produção Textual: diversidade social e práticas docentes

Descrição do Projeto

A UNEMAT/Cáceres, por meio do subprojeto da área de Letras-Português denominado “Leitura e Escrita: diferentes linguagens nas práticas de inclusão” tem por objetivo dar continuidade as atividades que já vem desenvolvendo com o PIBID em andamento, que é trabalhar com práticas de leitura e escrita. Essa nova edição que propomos ao PIBID/Letras-Português procura ampliar a equipe, o número de coordenadores, supervisores e de bolsistas, e acrescentar o trabalho com a linguagem de sinais, LIBRAS, bem como a criação de uma revista digital para circulação de textos produzidos na escola. Buscamos promover a inserção de alunos de licenciatura em Letras no contexto das escolas, da rede pública de ensino visando aperfeiçoar a formação do licenciado no ambiente escolar de modo a refletir sobre os conteúdos estudados em língua portuguesa no ensino médio, promovendo, assim, uma reflexão entre teoria e prática como uma postura importante da docência. Considerando o contexto atual, é imperativo investir na formação de professores de língua/linguagem, bem como é preciso investir na escola, produzindo ressonância no ensino/aprendizagem da língua, porque é pela língua que o individuo se torna sujeito e é como sujeito que ele vai lutar por sua cidadania e produzir uma diferença na sociedade, no sentido de transformá-la, melhorando o meio social, as instituições e a sua relação com o outro.

Data de Início: 2014

Natureza do Projeto: Extensão

Ciência, Língua e Ensino

Coordenador : Ana Maria Di Renzo

Linha de Pesquisa: Teorias da Linguagem e Ensino

Descrição do Projeto

O Projeto de Pesquisa Ciência, Língua e Ensino, aprovado pelo CNPQ, processo n. 484578/2012-0, propõe pensar a relação língua, sujeito e ensino como espaço de múltiplas possibilidades de criação, de transformação e de circulação do conhecimento científico. Visa à consolidação das ambiências de pesquisa interiorizadas em regiões historicamente menos favorecidas do Brasil, como é o caso do Estado de Mato Grosso, a fim de torná-lo lugar de referência na produção do conhecimento sobre a área. Objetiva, também, a articulação das atividades de ensino e pesquisa desenvolvidas na graduação e na pós-graduação, além de promover a formação continuada dos professores da rede pública, buscando o fortalecimento da parceria entre o meio acadêmico e as escolas, ampliando os espaços de formação da Universidade.

Data de Início: 10/02/2012

Natureza do Projeto: Pesquisa e Extensão

Equipe Docente:

Ana Luiza Artiaga Rodrigues da Motta

Gislaine Aparecida Carvalho

Leila Salomão Jacob Bisinoto

Maristela Cury Sarian

Nilce Maria da Silva

Vera Regina Martins e Silva

 

Rede Social


Copyright 2019 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada II
78200-000 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000