Mato Grosso, Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019     

CEICIM

Projetos (Mapa da página | Voltar)

Jogos, exposições e outras coisas sobre Matemática

Situação: Em andamento.

 

Vigência: 2016-2019

 

Órgão financiador

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq. CHAMADA MCTIC/CNPq Nº 02/2017 - SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - SNCT 2017

 

Parceria:

Instituto Federal de Ciência e Tecnologia – IFMT/Câmpus Cáceres e Secretarias Municipais de Cáceres; Mirassol D’Oeste e São José dos Quatro Marcos.

 

Resumo

Vivemos em uma sociedade que tem o conhecimento científico como elemento fundamental da cultura, sendo ele considerado necessário e estratégico neste século de informação em que a ciência e a tecnologia têm possibilitado avanços significativos em diversas áreas. Neste sentido, é preciso que a popularização deste conhecimento seja ampliada para que as pessoas possam acessá-lo, ou seja, parafraseando Milton Nascimento “Todo artista tem de ir aonde o povo está”, e este projeto itinerante tem esta característica, de levar o conhecimento matemático aonde o povo está! Desenvolvido em espaços não-formais de educação pelo Centro de Educação e Investigação em Ciências e Matemática – CEICIM da Universidade do Estado de Mato Grosso-UNEMAT, em parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT/Câmpus Cáceres e Secretarias Municipais de Educação, propõe ações de divulgação e popularização da Matemática com o oferecimento de atividades como palestras, oficinas, exposição, objetos robóticos e um conjunto de módulos interativos com jogos de raciocínio e estratégias, problemas, quebra-cabeças e experimentos construídos em uma linguagem acessível, permitindo aos participantes interagir, refletir, fazer perguntas, enfrentar desafios, além de descobrir e fazer aplicações da Matemática, percebendo como esta ciência pode emergir de lugares nada habituais, propiciando assim, a inclusão cultural, científica-tecnológica e social não só dos alunos, como das comunidades. O projeto busca envolver o maior número de pessoas, tendo como público alvo, professores e alunos do ensino fundamental, médio e técnico das escolas públicas Municipais, Estaduais, Federais e particulares; discentes do ensino superior, assim como a comunidade local, atendendo à diversidade social, cultural e de gênero. Na produção das atividades do projeto, estão envolvidos os professores da Educação Básica e os alunos do curso de Licenciatura em Matemática de Cáceres, o que contribui para a melhoria do ensino e aprendizagem nesta área da ciência e para a formação do futuro professor, com a inserção de práticas inovadoras no fazer pedagógico. O evento aproxima a matemática das pessoas e promove a sua interação com conceitos clássicos desta área do conhecimento, permitindo perceber, na prática, a aplicação da Matemática em sua vida, na área social, cultural e econômica, refletindo o aspecto contemporâneo da divulgação científica.

Objetivos

  • Divulgar e popularizar o conhecimento matemático ao público, para que possam conhecer o quanto a Matemática está presente em seu cotidiano, estimulando a inclusão científica-tecnológica e social do público.
  • Oferecer oficinas, palestras, jogos, experimentos e exposições em espaços de educação não-formal, numa perspectiva multidisciplinar, com atividades hands on sobre temas envolvendo conceitos matemáticos;
  • Despertar nos jovens a vocação científica para temas STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Matemática);
  • Despertar nos alunos do ensino fundamental e médio o espírito investigativo por meio da participação deles em atividades de Matemática, estimulando-os para as carreiras científica, tecnológica e de docência;
  • Proporcionar aos participantes experiências Matemática por meio de um passeio pela sua história;
  • Oferecer aos participantes um conjunto de módulos que revelem aspectos intuitivos e visuais da Matemática;
  • Fortalecer espaços de popularização da ciência e alfabetização científica, como o Centro de Educação e Investigação em Ciências e Matemática.
  • Oportunizar a formação continuada de professores da rede de ensino e inicial para os graduandos em Matemática, por meio do acesso a atividades matemáticas que envolvem a experimentação e a observação interativa e que poderão ser replicadas em sala de aula, promovendo a inserção de práticas inovadoras no fazer pedagógico.

VIII Mostra de Iniciação Científica no Pantanal

Situação: Em andamento.

Vigência: 2018-2019

Órgão financiador:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC, por meio da Secretária de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento – SEPED, o Ministério da Educação – MEC, por meio da Secretaria de Educação Básica – SEB.

 

Parceria:

Instituto Federal de Ciência e Tecnologia – IFMT/Câmpus Cáceres e Prefeitura Municipal de Cáceres/Secretaria Municipal de Educação. Grupo Cometa. Juba Supermercados.

 

Objetivos:

Oportunizar condições para que os professores estimulem a atitude investigativa nos alunos, levando-os a observar os fenômenos ou situações vividas em seu cotidiano e, a partir de uma questão problema; desenvolvam um trabalho de iniciação científica com tema voltado às diferentes áreas da Ciência, em vez da cópia de experimentos apresentados nos livros didáticos ou em sites;

Provocar nos alunos a investigação daquilo que, à primeira vista, poderia aparentar algo de difícil compreensão, ou um mistério, colocando em questionamento os conhecimentos, habilidades, crenças e conceitos prévios que eles trazem à escola.

Promover o desenvolvimento da linguagem oral e escrita, visando a melhoria da qualidade da educação científica. 

Valorizar a experimentação, a inovação, buscando estimular o trabalho colaborativo entre os alunos e professores na educação básica.

Incentivar os alunos a trabalharem em equipe

Despertar e instigar os alunos, tanto os que participam do projeto, quanto os que assistirem a apresentação da mostra, a se interessarem pela Ciência.

Incentivar jovens talentosos a seguirem as carreiras científico-tecnológicas, por meio do oferecimento de Bolsas de Iniciação Científica Junior – ICJ.

Apoiar o desenvolvimento de trabalhos interdisciplinares integrando as diferentes áreas da ciência como a física, biologia, química, matemática, história, geografia, topografia, geoprocessamento, informática, agricultura, zootecnia e as artes, por meio de atividades investigativas, experimentais e demonstrativas.

Consolidar o envolvimento da Universidade com a Comunidade Escolar.

Meninas investigadoras nas ciências exatas

Situação: Em andamento.

 

Vigência: 2018-2020

 

Órgão financiador

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq. Chamada CNPq/MCTIC Nº 31/2018

 

Parceria

Instituto Federal de Ciência e Tecnologia – IFMT/Câmpus Cáceres.

 

 

Resumo

Este projeto tem como objetivo promover o empoderamento de alunas da educação básica/superior e professoras em assuntos de STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics), por meio do desenvolvimento da atitude investigativa, promovendo assim a inclusão científica, tecnológica e social. A justificativa para o seu desenvolvimento é de que, embora nos últimos anos tenhamos tido um aumento no interesse do número de meninas e mulheres pelas ciências exatas, ainda é necessário ampliar esta participação e superar alguns preconceitos: “mulher não gosta ou não tem habilidades para as ciências exatas e tecnológicas”. Para criar um ambiente favorável ao surgimento de vocações femininas nesta área e a paridade de gênero, desenvolveremos com as professoras e alunas participantes do projeto, atividades de formação que serão realizadas em cinco escolas públicas da Educação Básica de Cáceres/MT e no Centro de Educação e Investigação em Ciências e Matemática da Universidade do Estado de Mato Grosso, utilizando como metodologia a Educação Científica Baseada na Investigação. Entre os resultados esperados, pretendemos que as alunas se envolvam com temas de Ciência e Tecnologia; atuem como monitoras na exposição “As grandes cientistas”; participem produzindo e apresentando trabalhos em eventos científicos e que as professoras orientem trabalhos na área e se qualifiquem para desenvolver atividades investigativas e experimentais em sala de aula.

Objetivos

Promover o empoderamento de alunas da educação básica/superior e professoras em assuntos da área STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics), por meio do desenvolvimento da atitude investigativa, promovendo assim a inclusão científica, tecnológica e social.

  • Preparar as alunas para a apresentação de trabalho de iniciação científica na Mostra de Iniciação Científica no Pantanal, promovendo o desenvolvimento da linguagem oral e escrita por meio da elaboração de resumo e da exposição do trabalho. 

  • Desenvolver as habilidades e competências das meninas para que possam estabelecer conexões entre o conhecimento científico e o mundo ao seu redor.

  • Ampliar o letramento científico das participantes do projeto, valorizando a aprendizagem do questionamento, da investigação, da experimentação, da inovação, buscando estimular o trabalho colaborativo e em equipe, entre as alunas e professoras da educação básica.

  • Oportunizar a formação continuada de professores da rede de ensino e a formação inicial das graduandas em Matemática, nos encontros de formação, na metodologia da educação científica baseada na investigação, para que elas a incorporem à sua prática pedagógica e possam desenvolver atividades de iniciação científica em sala de aula.

  • Proporcionar a formação científico-tecnológica de professoras e alunas, possibilitando o desenvolvimento de competências e habilidades com vista ao acesso às novas tecnologias da informação e comunicação (TICs).

  • Incentivar as jovens talentosas a seguirem as carreiras científico-tecnológicas, por meio do oferecimento de Bolsas de Iniciação Científica, combatendo assim a evasão, abrindo possibilidades de acesso ao ensino superior.

  • Fortalecimento e constituição de grupos colaborativos de estudo e pesquisa para o desenvolvimento de atividades investigativas no ensino de ciências e matemática.

 

Em Andamento

 

Encerrados

 

Em Andamento

 

Encerrados

Você esta aqui: CEICIMProjetosEm andamento

Rede Social


Copyright 2019 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada II
78200-000 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000