Mato Grosso, Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019     
Fundação Ecológica Cristalino e Unemat promovem curso para comunidades do entorno do Parque
Fundação Ecológica Cristalino e Unemat promovem curso para comunidades do entorno do Parque
22/03/2007 13:49:37
por Coordenadoria de Comunicação Social

A Fundação Ecológica Cristalino iniciou este mês o I Curso de Formação de Multiplicadores do Projeto Macaco Aranha no entorno do Parque Cristalino. O curso contou com a participação de moradores, jovens estudantes e professores das escolas nas comunidades do entorno do PE Cristalino, Educadores Ambientais da Unemat e um representante do Ibama de Alta Floresta.

Com exposições teóricas e atividades práticas de observação em trilhas nas margens do Rio Cristalino, o curso promoveu a aproximação dessas pessoas ao Macaco Aranha da Cara Branca em seu habitat, onde foi possível observar seu comportamento, seus hábitos alimentares, seu deslocamento entre as árvores e principalmente suas características físicas, o que aproximou ainda mais os participantes. Essa aproximação teve como objetivo a capacitação de possíveis multiplicadores das ações de conservação dessa espécie de primata (Ateles marginatus), ameaçado de extinção, que é visto com freqüência nas margens do Rio Cristalino, onde encontra no Parque Estadual um dos seus últimos refúgios.

Esta foi a primeira atividade que compõe uma seqüência de oficinas que serão realizadas ao longo do ano de 2007 por meio do projeto Macaco Aranha, que vem sendo desenvolvido pela FEC desde 2005, com apoio da Fauna & Flora International e financiado pelo DEFRA (Departament for Environment Food and Rural Affairs). Um dos principais objetivos do projeto é consolidar o Macaco Aranha de Cara Branca como espécie bandeira de uma das mais importantes e biodiversas áreas da Amazônia o Parque Estadual Cristalino.

Este curso de Formação de Multiplicadores do Projeto Macaco Aranha, proporcionou um avanço significativo no atendimento aos objetivos propostos, principalmente pela comprovada facilidade de avistamentos da espécie em seu habitat natural. O que levou os participantes a despertar um maior interesse pelo Macaco Aranha, conseqüentemente, o desejo de protegê-lo dos riscos que ameaçam a espécie e seu habitat.

Estima-se que até agosto de 2007 o projeto atenda um número aproximado de 100 pessoas, divididos em cinco workshops que serão realizados a partir da metodologia do Projeto Escola da Amazônia da FEC, que proporciona atividades de imersão na floresta com importantes discussões do papel das comunidades com o Ecossistema Amazônico, tendo o Macaco Aranha como foco destas discussões, em prol da conservação do Parque Estadual Cristalino.

Assessoria Parque Estadual do Cristalino

Salvar esta página   Imprimir notícia   Enviar notícia por e-mail Visitas: 1298 | Impressões: 279
Compartilhar no Facebook

Notícias relacionadas

  • Nenhuma notícia relacionada

Rede Social


Copyright 2019 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada II
78200-000 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000