Mato Grosso, Domingo, 23 de Janeiro de 2022     
Novo Portal
Gestores se reúnem para avaliar andamento do calendário acadêmico
VOLTA ÀS AULAS
Gestores se reúnem para avaliar andamento do calendário acadêmico
06/05/2021 09:24:13
por Danielle Tavares

Diretores político-pedagógicos, diretores administrativos, diretores de faculdades, coordenadores de cursos dos 13 câmpus e núcleos avançados e sindicato docente participaram de reunião com a reitoria da Unemat, realizada nessa quarta-feira (05/05), de forma online, para dialogar sobre o calendário acadêmico, início do período letivo 2021/1, assim como as ações tomadas pela universidade ao longo de um ano no cenário de pandemia.

A Unemat suspendeu as atividades presenciais em 17 de março de 2020 e, ao mesmo tempo, começou a pensar como se posicionaria enquanto universidade, na garantia da continuidade das atividades de ensino, pesquisa e extensão. Em âmbito nacional, quase todas as universidades tomariam essa decisão uma semana depois. A Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), das Universidades Federais (Andifes) e o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação (Conif) discutiam como as instituições públicas iriam se posicionar.

“Era importante que as universidades se reinventassem, dando respostas à sociedade o mais rápido possível. Estávamos vivendo um ataque, por parte de alguns setores da sociedade, que questionavam a validade da educação pública e da própria ciência”, disse o reitor Rodrigo Zanin.

A Unemat teve que readaptar frente a esse novo cenário, do ponto de vista tecnológico, técnico e social.

TECNOLÓGICO: A previsão para implantação do novo Sistema de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa) era para o ano de 2022. O planejamento de dois anos teve que ser readequado e realizado em três meses. Para isso, foi necessário migrar dados, de 100 mil registros e históricos.

TÉCNICO: Foi preciso encontrar um novo formato para a oferta da graduação. “Passamos uma semana no Conepe discutindo como seriam reorganizadas e retomadas as atividades. Optamos pelo ensino remoto emergencial, quando criamos os PLSE [Períodos Letivos Suplementares]”, destacou o reitor. Para a sua concretização, foi necessário viabilizar a formação de professores para as novas ferramentas, fazer o cadastro de alunos, docentes e técnicos, unificar procedimentos e ferramentas.

SOCIAL: Foi criado o auxílio emergencial com disponibilização de chips de dados para possibilitar aos alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica o acesso digital.

“Precisávamos continuar com as atividades ensino, pesquisa e extensão, garantir a entrada de novos alunos e refazer os contratos de professores que estavam vencidos. Precisámos nos reinventar. Temos que dar respostas para o Estado e para a população, assim como para instâncias reguladoras, como o Tribunal de Contas, por exemplo”, avaliou Zanin.

CALENDÁRIO ACADÊMICO 2021- O calendário foi definido em decisão colegiada, em reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conepe), realizada em dezembro de 2020. “Quem tem prerrogativa para mudar calendário acadêmico é o Conepe, não a reitoria ou a assembleia de professores”, destacou Rodrigo.

“O Conselho Estadual de Educação permite que, em momento de pandemia, a gente possa flexibilizar os 100 dias letivos. Com isso, a Unemat fecha o ano de 2021 com dois períodos letivos completos”, complementou. Dessa forma, a Unemat tem uma perspectiva de garantir que seus semestres letivos ocorram ainda no ano de 2021, minimizando os prejuízos no processo de formação dos nossos alunos.

Os Períodos Letivos Suplementares (PLSEs), que ocorreram em três edições em 2020 e uma em 2021, permitiram a oferta de 6.034 turmas, totalizando 189.723 matrículas, contando com 1.238 docentes, em atendimento a 11.574 alunos em média por PLSE. 

“A gente conseguiu readequar e dar andamento às atividades de ensino, e isso possibilitou que nossos acadêmicos concluíssem os seus cursos. Foi priorizada a oferta de turmas para os alunos concluintes, permitindo que 1.051 estudantes colassem grau em 2020, mesmo com a pandemia”, destacou o pró-reitor de Ensino de Graduação, Alexandre Porto.

VOLTA ÀS AULAS 2021- O total de 11.285 alunos, matriculados em 3.608 disciplinas oferecidas de forma totalmente on-line, retomaram às aulas nessa segunda-feira (03/05), dando início ao período letivo 2021/1. Nessa entrada, a universidade registrou o maior número de alunos matriculados, comparando-se com os três períodos letivos suplementares excepcionais (PLSE) do último ano.

“’É importante destacar que todas essas ações, que foram organizadas de forma brilhante por vocês coordenadores de cursos e diretores de faculdades, tem como principal objetivo o atendimento aos nossos acadêmicos, que são os responsáveis pela nossa existência, enquanto UNIVERSIDADE”, salientou a Vice-reitora, Professora Nilce Maria.

AO FINAL DA REUNIÃO, FICARAM DEFINIDOS OS SEGUINTES ENCAMINHAMENTOS:

1. Realização de um Conepe extraordinário para discussão e deliberação de ampliação do calendário acadêmico dos períodos letivos 2021.1 e 2021.2, a ser realizado na semana de 10 a 14 de maio de 2021.

2. Continuidade das atividades pedagógicas iniciadas em 03 de maio, referente ao período letivo de 2021.1

3. Resposta e orientação aos questionamentos apontados durante o debate, que excederam a pauta específica da reunião.

 

 

Salvar esta página   Imprimir notícia   Enviar notícia por e-mail Visitas: 22892 | Impressões: 25783
Compartilhar no Facebook

Notícias relacionadas

  • Nenhuma notícia relacionada

Rede Social


Copyright 2022 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada III
78217-900 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000