Mato Grosso, Domingo, 13 de Outubro de 2019     

Ciências Ambientais

Cooperação (Mapa da página | Voltar)

CPP - Rede de Pesca de pecuária das instituições de pesquisa dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e Centro de Pesquisa em Limnologia e Biodiversidade e Etnoecologia do Pantanal implantado no Campus Universitário de Cáceres/UNEMAT.

Universidade Federal de São Carlos/UFSCar - Cooperação científica para a qualificação de docentes a nível de doutorado.

Projetos Associados

• PPBio - Programa de Pesquisa em Biodiversidade (UNEMAT/ Museu Paraense Emílio Goeldi)

• PROCAD Amazônia - Programa de Cooperação Acadêmica (UNEMAT/ UFSCar/ CAPES)

• PROCAD Nacional (UNEMAT/ UFRJ/ UFPR/ CAPES)

• FINEP Infra-estrutura (SECTEC/ UNEMAT/ FINEP)

FOMENTO

Capes

CNPq

Finep

Fapemat

UNEMAT

Internacionalização

                                                 Internacionalização

RELEVÂNCIA DA INTERNACIONALIZAÇÃO  NO PPGCA

Entre os anos de 2011 e 2018 houve um aumento significativo na produção científica internacional dos docentes do programa, onde em 2019 alcançou o número de 717 artigos científicos publicados. No ano de 2011 alguns acordos internacionais já consolidados começam a apresentar seus frutos no que tange a publicação científica nos extratos A1 e A2. Esta produção foi então incrementada nos anos subsequentes com as cooperações dos docentes, chegando em 2019 com quase metade de toda a produção deste programa em língua inglesa (37% são publicações em língua inglesa). Além disso, a partir de 2015, as produções científicas de alto impacto estão principalmente relacionadas a implementação do programa de Doutorado em Ciências Ambientais, o qual vem estimulando os discentes na produção científica internacional, e seus docentes na produção de materiais dos quais já dispunham previamente. A importância destas parcerias pode ser destacada por alguns docentes do programa possuírem mais de 70% de sua produção em língua estrangeira, nos extratos superiores,  além de outros com 100% da produção nesta língua.. Estas parcerias fomentam o intercâmbio entre pesquisadores concedendo um avanço no aprendizado de técnicas e no desenvolvimento de novas metodologias de pesquisa. Outrossim, a internacionalização conferiu maior destaque do programa de mestrado e doutorado junto às instituições nacionais e internacionais, o que pode ser demonstrado nas Cooperações internacionais consolidadas e/ou fase de consolidação  descritas abaixo

1- Conselho Superior de Investigação Científica, CSIC Espanha

 

A Cooperação Internacional entre o PPGCA/UNEMAT e o Conselho de Investigações Científicas da Espanha, financiado pela Fundação BBVA, envolve estudos voltados a caracterização geral dos ecossistemas e sua biodiversidade; caracterização da biodisponibilidade e biomagnificação do mercúrio na cadeia trófica; Determinação de Hg/MeHg; Estudos de metilação; A realização do projeto de Pesquisa Evaluación del Impacto Ambiental de Mercúrio en Ecossistemas de Alto Interés Ecológico alavancou esta parceira iniciada em 2010. Por meio desta cooperação foi possível alavancar o monitoramento da contaminação ambiental por mercúrio, desde os peixes carnívoros ao ser humano, sobretudo as populações ribeirinhas que têm o peixe como a principal dieta protéica diária e têm na ictiofauna, a sua base alimentar, resultando em publicações nos extratos superiores, envolvendo alunos de mestrado e doutorado e alunos de iniciação científica.. Estiveram envolvidos nesta cooperação internacional os docentes Áurea Regina Alves Ignácio, Carolina Joana da Silva e Manoel dos Santos Filho, além do discente de mestrado Wilkinson Lopes Lázaro, hoje doutor pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e vários alunos de iniciação científica. Este discente incrementou sua dissertação de mestrado com um subprojeto voltado a avaliação de alterações perifíticas frente à contaminação mercurial no Pantanal. Isso resultou em uma etapa de estágio em Barcelona, no Conselho Superior de Investigação Científica, CSIC, por um período de 2 meses. O estágio foi focado em aprimoramento de metodologias de monitoramento de níveis de mercúrio, além de ampla discussão dos resultados e organização de publicações científicas. Como resultado do trabalho do mestrado Wilkinson foi aceito para publicação o artigo Cyanobacteria enhance methylmercury production: a hypothesis tested in the periphyton of two lakes in the Pantanal floodplain, BrazilJournal: Science of the Total Environment, tendo com autores os pesquisadores: Wilkinson Lopes Lázaro, Áurea Ignácio, Carolina Joana da Silva, Sergi Diéz, Jean Hemy. No âmbito desta cooperação internacional, as duas pesquisadoras da UNEMAT, do programa de pós graduação em Ciências Ambientais, participaram de um Seminário Internacional em Barcelona, em novembro de 2010, para apresentação dos resultados, com recursos do projeto. Somou a esta cooperação a UFRJ, que também esteve representada no seminário pelo pesquisador Olaf Malm. Em 2011, iniciando a apresentação dos resultados finais desta colaboração internacional, este grupo apresentou 5 trabalhos na forma de pôster e comunicação oral, no evento Internacional The 10th International Conference on Mercury as a Global Pollutant (ICMGP), Halifax, Nova Scotia e nos anos subsequentes foram apresentados outros vários trabalhos, resultando no mínimo em dois artigos Qualis A1/ano. Em 2018, com o Programa de doutorado sanduiche Capes, temos mais uma aluna de doutorado em missão de pesquisa no CSIC, Espanha por seis meses.

 

2-University of East Anglia UEA

 

Realização dos estudos de Pós doutorado do Professor Manoel dos Santos Filho, com ênfase no efeito da fragmentação sobre a fauna de mamíferos na Amazônia Meridional. Durante as etapas de coleta dos exemplares de mamíferos, ocorreu a participação de seu aluno de mestrado Patrick Ricardo de Lázari, adquirindo ampla experiência sobre a metodologia de captura, conservação e técnica de taxidermia. O referido aluno já concluiu sua dissertação, intitulada: USO DE HABITATS POR MAMÍFEROS NÃO-VOADORES NO PANTANAL DE CÁCARES, MATO GROSSO, BRASIL. No primeiro trimestre de 2010, as relações interinstitucionais foram fortalecidas com a etapa de estudos do referido docente na UEA. Fruto desta parceria realizou-se com um projeto em conjunto partilha de orientação entre Dr. Carlos Augusto Peres e Manoel dos Santos Filho envolvendo duas alunas da UEA- UK, Laura Esther Wells, Chloe Elizabeth Johnson e o estudante do mestrado em Ciências Ambientais, Henry Willian Van Der Laan Barbosa. Esse projeto foi desenvolvido em áreas fragmentadas no sudoeste de Mato Grosso. As alunas da UEA desenvolveram coletas de campo para suas respectivas dissertações aqui no Mato Grosso através de intercâmbio de alunos. Alguns equipamentos cedidos pela UEA foram 25 cameras trapping (armadilhas fotográficas), 04 dispositivos de atração de carnívoros, 200 armadilhas live trap 01 esferodenciômetro. Por esta cooperação o PPGCA conta com colaboradores internacionais, Dr. Carlos Peres, participando na publicação dos artigos resultantes da dissertação do discente Henry Willian Van Der Laan Barbosa, além de outros como Habitat patch and matrix effects on small-mammal persistence in amazonian forest fragments. Em 2012, resultou na presença no PPGCA, pelo período de dois meses, de um aluno de doutorado, Samuel Jacob Socolar, da Princeton University, para realização de estudos voltados a avifauna desas mesmas áreas fragmentadas, dando continuidade aos estudos já realizados. Ainda através deste Convênio de Cooperação Científica houve intercâmbio pelo Projeto Conjunto "Land use change, biodiversity, and the community ecology of Amazonian vector-borne diseases, com envolvimento da Professora  Aurea Ignacio e discentes do PPGCA. Em 2016 a Unemat e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) são parceiras em âmbito nacional, escolhidas em função de estudos na Amazônia Legal, pelo projeto intitulado “Land-use change, biodiversity, ande the community ecology of Amazoniam vector-borne diseases” ou, simplificadamente, Ecologia de Doenças. O projeto Ecologia de Doenças é financiado pelos British Council do Reino Unido e dos Estados Unidos na ordem de 1 milhão de reais com duração de 24 meses a contar deste mês. Somado à parceria nacional ainda há as fortes parceiras internacionais: University of East Anglia - UK e Oregan State University  USA.

Neste mesmo ano, o PPGCA recebeu o mestrando Maanav Kamath da Oregon State University - USA,  Universidade esta também parceira no projeto em questão, para realizar em Cáceres, Mato Grosso, um estudo sobre a Ecologia de Onça Pintada na Estação Ecológica de Taiamã, com a supervisão do Prof. Manoel dos Santos Filho, do quadro permanente deste programa. Estiveram envolvidos nesta amplo projeto, alunos de doutorado e alunos de mestrado. Ainda nesta parceria, recebemos em 2018 a discente Charlote Ericksson, da Oregan State University, ampliando os estudos realizados por Maanav Kamath,  publicações estão no prelo.

 

Entre os anos de 2017 a 2018 o professor Gustavo Canale realizou o estágio pós-doutoral na UEA/UK sob orientação do professor Dr. Carlos Peres com bolsa de pós-doutorado financiada pela CAPES através dos projetos Dinâmica ecológica de fauna terrestre, aquática e semi-aquática; e Dinâmica ecológica de macrófitas aquáticas na área de influência da Usina Hidrelétrica de Sinop. Estes projetos visam monitorar e avaliar os efeitos ao longo da implantação da UHE Sinop sobre a fauna de mamíferos, aves, anfíbios e de macrófitas aquáticas contribuindo para a produção de conhecimento ecológico sobre as dinâmicas populacionais e estrutura de comunidades. Ainda, prevê a formação e aperfeiçoamento de recursos humanos, tendo como financiamento principal a Companhia Energética Sinop. Esta colaboração culminou com a publicação de artigos científicos: Combining modeling tools to identify conservation priority areas: A case study of the last large-bodied avian frugivore in the Atlantic Forest/Bonfim, F.C.G; Cordeiro, P.H.C.; Peres, C.A; Canale, G.R.; Bernardo, C.S.S.

 

 

3-Universidade de Wageningen, Holanda.

 

Em 2010, a UNEMAT, por meio do Centro de Pesquisa em Limnologia, Biodiversidade e Etnobiologia do Pantanal, que ancora o PPGCA e a Universidade de Wageningen (WU), da Holanda assinaram uma cooperação internacional, mediada pela Fundação de Amparo a Pesquisa de Mato Grosso (FAPEMAT). A assinatura da cooperação foi precedida de duas reuniões em 2008: uma no Brasil com a presença do representante da Universidade de Wageningen para a América Latina, e outra na Holanda, como pauta do programa de viagem do Governo do Estado de Mato Grosso na Europa. No evento foi assinado uma carta de intenção, pelo governador de Mato Grosso, representando o reitor da UNEMAT e pelo reitor da WU, com a presença de uma pesquisadora da UNEMAT, Carolina Joana da Silva, professora deste programa de pós graduação. Em dezembro de 2009 ocorreu um seminário internacional em Cuiabá, Mato Grosso, com os pesquisadores da UNEMAT e 4 pesquisadores da WU, para acerto final dos objetivos do convênio assinado finalmente em 2010, cujos resultados e propostas estão registrados num relatório publicado em 2009. Atualmente três pesquisadores da WA participam de um projeto de pesquisa, liderado por pesquisadora da UNEMAT, o qual integra a rede BIONORTE.

 

4- Universidade de Leeds, Inglaterra

 

O PPGCA participa do acordo de cooperação com a University of Leeds, por meio da School of Geography, Faculty of Environment. São objetivos do acordo: promover intercâmbio de experiências e pessoas entre as universidades; realizar programas de cooperação conjunta com vistas ao desenvolvimento de pesquisa científica no âmbito da ecologia, biodiversidade e mudanças ambientais; promover atividades conjuntas para o fortalecimento da pós-graduação stricto sensu, pesquisa e ensino em ambas as instituições. A colaboração entre as duas instituições prevê a realização conjunta e coordenada de Intercâmbio de pesquisadores e alunos, buscando incentivar a proposição e execução de projetos de pesquisa conjuntos, buscando respostas a questões compartilhadas e de interesse comum; publicação conjunta de artigos científicos em periódicos especializados; realização de missão de docência por meio de oferecimento e participação em cursos ou conferências, seminários e simpósios; proporcionar o intercâmbio de experiências com visitas recíprocas sobre projetos em andamento; proporcionar, reciprocamente, o treinamento de pessoal, quando necessário; cooperação mútua para a manutenção e desenvolvimento de banco de dados; cooperação mútua para dar suporte à criação do Instituto de Pesquisas em Mudanças Ambientais (IPEMA), com vistas ao desenvolvimento de pesquisas científicas em ecologia, biodiversidade e alterações ambientais nos biomas Amazônia, Cerrado e Pantanal.

Em 2018, a docente Beatriz Schwantes Marimon, área de Ecologia, no período de 21/09 a 20/12/2018 realizou missões de pesquisa nas Universidades: University of Leeds (Leeds), University of Oxford (Oxford), University of Exeter (Exeter) e University of Edinburgh (Edinburgh), Reino Unido.

Essa parceria fortalecida ano a ano, está atualmente consolidada, contando com Professores e parceiros: University of Leeds – School of Geography: Prof. Oliver Phillips, Prof. Emanuel Gloor, Prof. David Galbraith, Prof. Tim Baker, Prof. Simon Lewis, Dr. Roel Brienen, Dr. Martin J. P. Sullivan, Dr. Guy Ziv, Dra. Adriane Esquivel-Muelbert, Dra. Karina Melgaço, Dra. Aurora Levesley e quatro alunos do doutorado (Amy Bennett, Emma Sanderson, Georgina Werkmeister e Rakesh Tiwari).University of Oxford – School of Geography: Prof. Yadvinder Malhi, Dra. Immaculada Oliveras Menor, Dr. Alexander Shenkin, Dr. Jesus A. Gutiérrez, Dr. Sami W. Rifai e uma aluna do mestrado (Lyla O’Brien). University of Exeter – School of Geography: Prof. Ted Ronald Feldpausch e Prof. José Iriarte.University of Edinburgh – School of Geosciences: Dr. Kyle Dexter. Dentre as ações realizadas destacam-se: processamento e análise de dados, redação e submissão de artigos científicos, palestras ministradas (uma na Universidade de Leeds e uma na Universidade de Oxford), reuniões, workshops e elaboração de projetos.

 

5- Radboud University Nijmegen/ The Netherlands                                       

 

A realização de pesquisa em 2015 financiada pela CAPES e FAPEMAT no Pantanal sobre “O impacto de Eichhornia crassipes nas emissões de gases do efeito estufa em ambientes tropicais” foi possível mediante o aporte logístico oferecido pelo programa de Ciências Ambientais através do Laboratório de Ictiologia do Pantanal Norte e devido ao projeto de bolsa de doutorado pleno no exterior de Ernandes Sobreira Oliveira Junior, ex-aluno da UNEMAT e doutorando pela Radboud University/Nijmegen. O desenvolvimento desta pesquisa e o apoio da UNEMAT deu início a uma cooperação entre a UNEMAT e a Radboud possibilitando o intercâmbio entre estudantes de graduação, mestrado e doutorado e pós-doutorado. Alunos fizeram intercâmbio da Holanda para o Brasil e vice-versa com a pesquisa sobre as emissões dos gases do efeito estufa no Pantanal. A pesquisa ganhou visibilidade devido a presença de um ilustre professor da Universidade de Radboud, Jan Roelofs, o qual concedeu entrevistas para jornais nacional (Record) e estrangeiro (Wolkskrant) de alto impacto. Com tal acordo houve a possibilidade de concorrer no edital do programa Erasmus plus da União Européia voltado para atividades em conjunto com países em desenvolvimento. Assim, com a pesquisa ecológica desenvolvida no Pantanal com enfoque na determinação das emissões dos gases do efeito estufa, o projeto foi contemplado com o intercâmbio de estudantes e pesquisadores durante os anos de 2016 a 2018. No ano de 2017 nas dependências do PPGCA, o Laboratório de ictiologia iniciou experimentos com o objetivo de entender o papel do peixe na emissão de gases do efeito estufa e na decomposição da matéria orgânica. No mesmo período estudantes e técnicos da Radboud puderam visitar a UNEMAT e gases (CH4 e CO2) e água foram coletados para a análise com a utilização da infra-estrutura da Holanda. Em 2018, uma discente do PPGCA, Ana Paula Dalbem, teve a oportunidade, como aluna do programa Erasmus plus, de analisar as amostras de gases e água coletada neste experimento na Radboud University, uma vez que a UNEMAT não dispunha de alguns dos equipamentos necessários para a análise dos gases do efeito estufa (GEE). “No período em que estive na Radboud University auxiliei em experimentos de GEE, auxiliei nas análises dos GEE bem como apresentei os resultados parciais do experimento mencionado e participei de um curso de campo com ênfase em ecologia aquática na Irlanda, com foco em planícies inundáveis. Ainda em 2018, o docente Claumir Cesar Muniz, permanente no PPGCA realizou estágio pós doutoral sob a supervisão Dra. Sarian Kosten. Dentre as principais atividades destaca-se: Preparação de artigos para publicação: 1- Estrutura de comunidade de peixes no rio Paraguai: Um estudo da nascente ao Parque Nacional do Pantanal, Ana Paula Dalbem Barbosa, Ernandes Sobreira Oliveira Júnior, Sarian Kosten, Manoel dos Santos Filho e Claumir Cesar Muniz; 2 – Effect of oxygen and fish on the decomposition of water hyacinth.  Ana Paula Dalbem Barbosa, Ernandes Sobreira Oliveira Júnior, Claumir Cesar Muniz, Sarian Kosten; 3- The flood pulse effect on the reproduction of commercial fish in the Pantanal, Claumir Cesar Muniz, Ernandes Sobreira Oliveira Júnior, Ana Paula Dalbem Barbosa, Felix Paiva Leiva, Daniel Luiz Zanella Kantek, e Sarian Kosten; 4- Gill nets selectivity and its application in flooding environments, Claumir Cesar Muniz, Ernandes Sobreira Oliveira Júnior e Sarian Kosten; 5- Dryflux: A global survey of CO2 emissions from dry sediments, Philipp S. Keller, Maria Isabel, Arce Sánchez, Ralf Aben, Andre Amado Nathan Barros, Núria Catalán, Sophie Cauvy-Fraunié, Claumir César Muniz, Sarian Kosten, Ernandes Sobreira Oliveira Junior, et al.; Artigos publicados / Autores parceiros: The impact of water hyacinth (Eichhornia crassipes) on greenhouse gas emission and nutrient mobilization depends on rooting and plant coverage, Ernandes Sobreira Oliveira Junior, Tang Y., Van Den Berg S.J.P., Cardoso S.J., Lamers L.P.M. & Kosten S.; 2 – Benthivorous fish reduce methane emission, but increase total greenhouse gas emission, Ernandes Sobreira Oliveira Junior; Ralph J. M. Temmink; Beatriz Ferraz Buhler; Renata Montovão Souza; Nathália Resende; Tom Spanings; Claumir César Muniz; Leon Peter Maria Lamers; Sarian Kosten; 3 – The water hyacinth microbiome: link between carbon turnover and nutrient cycling, Marcelo P. Ávila, Ernandes Sobreira Oliveira Junior, Mariana P. Reisa, Eric R. Hester, Cristiane Diamantino, Annelies J. Veraart, Leon P.M. Lamers, Sarian Kosten, Andréa M. A. Nascimento.

Encontra-se em preparação a elaboração de material cientifico/resumo de dados obtidos em parceria com a Radboud University e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade / ICMBio; Elaboração de livro técnico: 1 – Manual prático sobre metodologias de amostragem em ambiente pantaneiro, Ernandes Sobreira Oliveira Junior; Claumir Cesar Muniz; Daniel Luis Zanella Kantek; Ana Paula Dalbem Barbosa. Wilkinson Lopes Lázaro et al.;

Aquisição de material de laboratório: Aquisição de material doado pelas universidades de Wageningen e Radboud /The Netherlands com intuito de melhoria na infraestrutura do laboratório de Ictiologia do Pantanal Norte. Material: 1 Gás Cromatógrafo, 11 lupas estereoscópicas, 3 centrífugas.

Tendo em vista a alta visibilidade desta parceria, o projeto foi novamente aprovado no programa Erasmus plus para desenvolvimento das atividades durante 2018 e 2021. Assim, no ano de 2019 haverá a visita de 3 pesquisadores da Holanda na UNEMAT, e a ida de uma aluna de mestrado em 2019 e um professor em 2020 para a Holanda. Com tal parceria foi possível publicar 3 artigos científicos com autores pertencentes às duas instituições todos de alto fator de impacto. Ainda, 1 artigo foi submetido e outros 3 estão em construção para submissão ainda no primeiro semestre de 2019.

Estudantes da Holanda para o Brasil

mestrandos :Abril e Maio 2015; Janeiro a Junho 2015; Abril a Maio 2017.  

Doutorandos: Janeiro a Julho de 2015.

Técnico: Setembro 2017.

Professor: Jan Roelofs Junho 2015.

Estudantes do Brasil para a Holanda

Graduando: Janeiro a Julho 2017

Mestranda: Ana Paula Dalbem, Maio a Agosto 2018

Doutorandos: Abril a Setembro 2017

Pós-doutorado: Outubro a Dezembro 2016 e Agosto e Setembro 2017

Docente: Claumir Muniz  Maio a Agosto 2018

Cronograma do Erasmus plus para 2019

Professores da Holanda para o Brasil em Julho de 2019 (Participação em seminário de pesquisa; discussão de projetos; elaboração de metodologia para a coleta)

Estudante da Holanda para o Brasil em Outubro de 2019 (Desenvolvimento de curso e coleta de dados para o projeto)

Estudante do Brasil para a Holanda em Novembro de 2019 (Análise de dados e escrita de material científico)

Cronograma do Erasmus plus para 2020

Professor do Brasil para a Holanda em Novembro 2020 (Participação em seminário; análise de dados coletados; discussão sobre novos projetos)

 

6- Universidade da Flórida

A cooperação com a Universidade da Florida teve início desde 2010 com a oferta de um curso de especialização, no campus de Alta Floresta, seguiu em 2013 com uma série de palestra proferidas pela docente Carolina Joana da Silva, na UF – Gainesville, Florida, que realizou o pós doc, no Centro de Areas Úmidas E.T. Odum, em 2015-2016.  Em 2017, foi oferecido um curso internacional de Análise de redes sociais, no INPP para os pos graduandos, pela UF , que resultou  no estágio, com bolsa sandwich da CAPES em (2018-2019) de Djair Sergio de Freitas, PPGCA, no Departamento de Antropologia, sob a supervisao do Dr MaCarthy.

 

6- Universidade Autonoma de Hidalgo

 

Em 2018, docents e discentes do PPGCA, na área de ecologia e etnociência, participaram da Expedicão Internacional: 1-Participação no Seminário IBEROMaB: Gestión del Riesgo frente a las amenazas naturales de la Región Ibero americana y de El Caribellos espacios naturales protegidos como áreas de acción, organizada pela UNESCO, Escritório da Espanha, nos dias 6-9 de novembro de 2018 na Riviera Maia. 2- Palestra intitulada “Cambios naturales y antrópicos sobre el sistema socioecológico de la Reserva Biosfera Pantanal: bases para la gestión del riesgo en el corredor ecológico, económico y cultural del Río Paraguay, no Seminário IBEROMaB. 3- Excursao cientifica as Ruinas Tulum e Coba, como parte do programa do seminario, guiadas por arqueólogos, biólogos e diretor do Parque Ecológico e cultural, 9 de novembro de 2018. 4- Excursão científica, guiada por antropólogo nativo Maia ao sitio arquologico CHICHEN ITZA. 5- Participação na banca de qualificação da aluna Daniela Ortega, do programa da Universidade Autonoma de Hidalgo ( 13/11), com a qual manenho cooperacao, por meio de intercambio de alunos da pós graduação, desde 2015. 6- Palestra intitulada “PUEBLOS INDIGENAS E COMUNIDADES TRADICIONALES DEL PANTANAL” para os alunos da pós Graduação em Ciencias Biológicas, da Universidade Autonoma de Hidalgo (13/11). 7- Excursão científica ao Parque Nacional El Chico, em Pachuca, para conhecer a area de pesquisa da aluna Daniela Ortega, que já realizou intercambio no Brasil, em 2017 e a Professora Maria Pulido (orientadora)) da Universidade Autonoma do México. (14/11). E tambem para dialogar com familia da comunidade tradicional, que vive no Parquet El Chico. 8- Excursão científica ao Sítio arqueológico Palenque  (15/11) com pesquisadores da Universidade Autonoma de Hidalgo.

 

 

7- Universidad Austral de Chile (UACh) em Valdivia (Chile).

 

No ano de 2018 a docente Liliane Cristine Schlener Alcantara realizou Pós-doutorado no período de 18 de agosto a 16 de novembro de 2018 no Programa de Magister en Desarrollo a Escala Humana y Economía Ecológica e no Right Livelihood Collegge (RCL) vinculados na Escuela de Graduados de la Facultad de Ciências Económicas y Administrativas (FACEA) de la Universidad Austral de Chile (UACh) em Valdivia (Chile). Entre as principais atividades destacam-se: Produção de artigos com o Programa de Magister en Desarrollo a Escala Humana y Economía Ecológica (UACh) e com CEDER (Universidad de Los Lagos); Realização de Worshop com alunos do Mestrado Programa de Magister en Desarrollo a Escala Humana y Economía Ecológica (UACh) e Rigth Livelihood Collegge - RCL Campus Austral: Como fazer artigos científicos; Participação da equipe de apoio do II Diálogos a Escala Humana: Experiências Transformadoras na Facultad de Ciências Económicas y Administrativas – FACEA; Palestra sobre Buen Vivir y Desarrollo a Escala Humana em Putaendo no Conversatorio de Desarrollo a Escala Humana, Turismo de Base Comunitaria y Patrimonio Local; Palestra sobre Indicadores de Buen Vivir em Panguipulli com a comunidade Indígena Mapuche no IV Seminário Internacional de Turismo de Base Comunitaria y Economia Solidaria; Palestra e apresentação de trabalho no V Seminário Internacional Culturas, Desarrollos y Educaciones (IV SICDES); Palestra na Universidad de Los Lagos no Centro de Estudios del Desarrollo Regional y Politicas Publicas (CEDER): Ecossocioeconomia y Buen Vivir como alternativas al Desarrollo; Palestra no Centro Transdisciplinario de Estudios Ambientales y Desarrollo Humano Sostenible (CEAM-UACh): Buen Vivir y Alternativas al Desarrollo. Como atividades em virtude do desenvolvimento desta cooperação internacional um aluno de mestrado Universidade Austral de Chile – Valdivia; e outro de doutorado Universidade de Guadalajara (México) estarão junto à UNEMAT no programa de ciências ambientais nos meses de maio e julho deste ano para que possam realizar suas atividades orientadas pela professora Liliane Alcântara.

 

8- Universidad de Cordoba

 

Somado a parceria já consolidada com o Conselho de Investigações Científicas, Espanha, em 2018, o doutor Wilkison Lopes Lázaro, juntamente com o parceiro espanhol Sergi Diéz e o Dr. Jean Hemy (UFRJ) realizaram uma missão de estudos e pesquisa na Universidad de Cordoba para o desenvolvimento de projetos de investigação conjuntos, visitas de campo, trabalhos de laboratório para o manejo das amostras ambientais para analises de mercúrio, metilmercúrio e outros metais pesados (arsênio e chumbo), estabelecimento de acordo de cooperação internacional para o intercâmbio de estudantes de mestrado e doutorado e a a formação de doutores (alunos estrangeiros) no nosso programa.

 

II - Captação de recursos financeiros de fontes internacionais

 

Em 2015 aprovamos o projeto "Biodiversity and climate change in the "Arc of Deforestation" of Brazilian Amazon", financiado pela U.S. Agency for International Development (USAID). Além disso, também contamos com o apoio eventual de recursos do NERC-UK.

Em 2016 contamos com o financiamento do Projeto "Land use change, biodiversity, and the community ecology of Amazonia vector-borne diseases" pelo British Council – Libras Esterlinas = £149.516,00 - Projeto cadastrado como: “Alterações no uso da terra, biodiversidade e a comunidade ecológica de vetores de doenças amazônicas”, tendo como coordenador estrangeiro o Dr. Carlos Augusto Peres (UEA, UK)

Houve ainda a captação de recurso da Oregon State University para aquisição de Câmara Trap para uso nas pesquisas do Professor Manoel dos Santos Filhoe discentes de mestrado e doutorado.

 

III – Participação em organismos internacionais

A Professora Christine Steiner Sao Bernardo é  membro da IUCN/SSC Reintroduction Specialist Group.

A Professora Carolina Joana da Silva é representante do Brasil na Comissão Cientifica Internacional da 10th INTECOL, na China.

A Professora Sandra de Souza Hacon é representante do Brasil no GT do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente referente ao Programa de Monitoramento da Implementação da Convenção de Stockholm

Em 2018, a Dra. Eliane Ignotti participou da Reunião do Global Leprosy Program em New Delhi Índia como membro do Technical Advisory Group  (18 a 19 de junho de 2018); Reunião do Technical Advisory Group (TAG Leprosy/WHO) da Organização Mundial de Saúde. Como membro do TAG/WHO (20 a 21 de junho de 2018); Reunião do Steering Committee do Leprosy Post Exposure Prophilaxis (LPEP) em Basel Suíça como coordenadora do programa PEP-hans Brasil (03 a 05 de julho de 2018)

“Nossos estudos realizados na área de vigilância em hanseníase têm orientado a definição de protocolos e guidelines. A Revisão sistemática:  Effectiveness of rifampicin chemoprophylaxis  in preventing leprosy in patient contacts: a systemati review of quantitative and qualitative evidence foi incluída como referência do Guideline for Diagnosis, Treatment and Prevention of Leprosy publicado pela Organização Mundial da Saúde em 2018 e fortaleceu a orientação do uso da quimioprofilaxia com dose única de rifampicina para contatos de hanseníase.  Atuei como autora da revisão sistemática e como revisões do guideline da OMS como epidemiologista do TAG leprosy OMS. Atualmente estamos organi zando o workshop de divulgação do estudo feito em 16 municípios brasileiros com este protocolo e em conjunto com a coordenação nacional de hanseníase planejando as próximas etapas para a inclusão da quimioprofilaxia de contatos de hanseníase na rotina dos serviços de saúde. Temos entre nossos doutorandos um membro do TAG negleted da OMS, o que nos faz propor ações alinhadas com outras doenças infecciosas negligenciadas.
 

Convites internacionais para a Sucupira- Sandra Hacon  15/02/2019

1) USA- Participação como palestrante na Conferência internacional sobre Saúde Global, no período de  22 a 25 de maio de 2018. 

Workshop-Environment & Health sciences – Lead and Mercury impacto n environment and human health.

Titulo da palestra ministrada por Sandra Hacon- Mercury exposure in traditional communities in the Amazon, Brazil

 

Lead and Mercury Impact on Environment and Human Health 

Coordenadores da Conferencia:

Carlos Espinal M.D.

Director, Global Health Consortium

Robert Stempel College of Public Health & Social Work

Florida International University FIU

 

Anthoni Llau, PhD

Research Scientist, Global Health Consortium

Robert Stempel College of Public Health & Social Work

Florida International University FIU

2) Representante do Brasil na Convenção de Stockholm das ONU.

Integrante do grupo de Coordenação do Plano de Monitoramento Global dos POPs.

A reunião de trabalho ocorreu no período de 30 de maio a 1 de julho de 2018, em Brno no Research Centre for Toxic Compounds in the Environment  ( Recetox) na República Checa. A pesquisadora Sandra Hacon é responsável pelo Relatório de avanços da Convenção no Brasil.

3) Representante da FIOCRUZ  & UNEMAT  no Grupo de Trabalho Permanente da Convenção de Minamata sobre Mercúrio (GTP Minamata) criado no âmbito da CONASQ/ Ministério do Meio Ambiente.

4) Representante da Convenção dos POPs junto ao Centro de Coordenação da Convenção de Basiléia para a America Latina e Caribe, na implementação do Plano de Vigilância  Mundial de Contaminantes Organoclorados em países da America Latina e Caribe. Workshop ocorreu no período de 11 a 13 de junho de 2018 em Medellin-Colombia.

5) Palestrante do evento organizado pelo Comitê Consultivo de Estratégia Sanitária Regional de Vigilância & Controle de Risco de Contaminação com Metais Pesados e outras substancias químicas.  O evento ocorreu em Madre de Deus- Peru nos dias 13 e 13 de novembro de 2018. Titulo da Palestra “ Exposición al Mercurio en Comunidades Tradicionales de la Amazonia Brasileña.  Temos parceria com a Wake Forest para estudos de Hg na Bacia Amazonica.

6) A docente Sandra Hacon, participa do projeto Health Impact Assessment of Large Scale Industrial Projects, que conta com o apoio institucional do Department of Epidemiology and Public Health (EPH), Swiss Tropical and Public Health Institue (Swiss TPH), e University of Basel, Suíça. Esse projeto vem contribuindo de forma ampliada com os órgãos ambientais, secretarias e ministérios da saúde, ministério público estadual, e outras instituições. É um projeto que parte da capacitação dos profissionais atuantes no processo de licenciamento ambiental e áreas contaminadas no país para evidenciar a necessidade de uma atuação diferenciada do setor saúde e ambiente, na direção de um suporte legal para a promoção da saúde e um ambiente saudável. O projeto conta com o Pesquisador Dr. Mirko Winkler, doutor em Epidemiologia pela “Swiss Tropical and Public Health Institute” (Swiss TPH), Basiléia, Suíça. O principal objetivo é formar profissionais, técnicos e gestores de diversas áreas de formação, com vistas a consolidar e disseminar o conhecimento sobre a Avaliação de Impacto à Saúde (AIS) no Brasil, metodologia preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS)".

 


Voltar ao Topo ◥

Você esta aqui: Ciências AmbientaisCooperação

Rede Social


Copyright 2019 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada II
78200-000 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000