Mato Grosso, Terça-Feira, 25 de Fevereiro de 2020     

Assuntos Estudantis

Divulgação (Mapa da página | Voltar)

A marca indígena na educação unematiana

Ao passar por Barra do Bugres, a equipe visitou a Faculdade Indígena Intercultural (Faindi) para conversar com os 120 acadêmicos indígenas que estão realizando mais uma etapa formativa dos cursos de Licenciatura Intercultural Indígena e Pedagogia Intercultural. São 23 etnias vindas de aldeias de diversos municípios de Mato Grosso.

As etapas formativas acontecem durante as férias, pois eles são professores em suas aldeias. Após a indicação pelos líderes indígenas, eles realizam o vestibular.Além das etapas presenciais, acontecem as etapas intermediárias nas aldeias que são acompanhadas pelos docentes da Faindi.

Muitos deles são o primeiro de sua família a ingressar em um curso superior, como é o caso de Cláudia Awokopytyga, da aldeia Urubu Branco, etnia Tapi'itãwa, que cursa Licenciatura em Pedagogia Intercultural. “Sou a única dos 13 filhos estudando. Meus pais têm muito orgulho de mim. Hoje é só alegria recomeçar”, contou Cláudia.

Foram muitas as reinvindicações que eles fizeram à pró-reitora, acadêmicos críticos e conscientes de seu papel na sociedade e na formação de sua comunidade. “Apesar de terem apontado desafios para a realização das atividades pedagógicas, esses acadêmicos estão preocupados com a formação das futuras gerações. Buscam a oferta de novos cursos e de novas turmas, pois também gostariam de ver ampliado o acesso ao Ensino Superior à população indígena,” disse a professora Antonia.

Esses cursos fazem parte da proposta da Unemat em oferecer ensino superior em atendimento às demandas dos municípios mato-grossenses através de Modalidades Diferenciadas – Parceladas, Turmas Fora de Sede, Educação a Distância e Educação Indígena. O diretor de Gestão e Educação Indígena da Faindi, professor Adailton Alves da Silva, lembra que, além do atendimento específico à demanda indígena, a Unemat oferece 5% das vagas de cada curso para alunos indígenas desde 2016.

“Quase 20 anos depois, a Unemat continua pioneira. Estamos contentes com a aprovação do mestrado indígena, pois é o coroamento da experiência da Unemat que vem acontecendo desde 2001”, comemora Rodrigo Zanin, reitor da Unemat. A aprovação do Mestrado em Ensino em Contexto Indígena Intercultural foi publicada em 1º de março deste ano.

 

Voltar - Unemat encerra recepção dos calouros das turmas 2019/1

Rede Social


Copyright 2020 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada III
78217-900 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000