AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR: UMA ANÁLISE DOS ÍNDICES DE DESEMPENHO ALCANÇADOS PELA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO E OS ÍNDICES DE OUTRAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DA REGIÃO CENTRO-OESTE DO BRASIL

Lucas dos Reis Carvalho, Vanusa Batista Pereira

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar os índices de desempenho alcançados pela Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), relativos ao ensino, pesquisa e extensão no ano de 2015, em comparação com os alcançados por outras universidades públicas do Centro Oeste do Brasil. Para tanto, foram coletados dados referentes ao quantitativo referentes a produtividade destas universidades em 2015 e forma aplicados indicadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Os resultados evidenciaram que a Unemat, mesmo estando em penúltimo lugar quanto à titulação média dos docentes, encontrou-se relativamente bem em ensino (a primeira colocada), e de forma semelhante em extensão (a segunda colocada), contudo teve uma baixa colocação quanto à média de projetos de pesquisa (penúltima colocada).


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, N. F.; GIROTO, A. P. S. Extensão universitária como diretriz da disseminação de conhecimentos. In: Encontro de Iniciação Científica das Faculdades Integradas "Antonio Eufrásio de Toledo", 2007. Anais eletrônicos... Disponível em: . Acesso em 09 jun. 2017.

BARRETO FILHO, S. A. O estudo dos Princípios da Eficiência, Eficácia e Economicidade na Administração Pública. Revista Âmbito Jurídico, Rio Grande, 2013. Disponível em: . Acesso em 19 out 2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: . Acesso em 19 out. 2016.

______. Lei nº 10.861 de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em 26 out. 2016.

______. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5º, no inciso II do § 3º do art. 37 e no § 2º do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei no 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei no 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em 15 mai. 2017.

CAMPOS, L. M. S.; MELO, D. A. Indicadores de desempenho dos Sistemas de Gestão Ambiental (SGA): uma pesquisa teórica. Revista Produção, 2008. Disponível em: . Acesso em 10 jun. 2017.

COELHO, M. A. Geografia do Brasil. 4 ed. rev., atual. e ampl. São Paulo – SP: Moderna, 1996.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). Parecer nº 977/65. Definição dos cursos de pós-graduação. Disponível em: . Acesso em 03 jun. 2017.

CRISPIM, S.; LUGOBONI, L. Avaliação de desempenho organizacional: Análise comparativa dos modelos teóricos e pesquisa de aplicação nas Instituições de Ensino Superior da Região Metropolitana de São Paulo. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, 2012. Disponível em: . Acesso em 19 out. 2016.

CUNHA, M. I. A qualidade e ensino de graduação e o complexo exercício de propor indicadores: é possível obter avanços?. Revista Avaliação, Sorocaba, 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/aval/v19n2/a11v19n2.pdf>. Acesso em 09 nov. 2016.

FLORES, R. D. et al. Sistemas de avaliação de desempenho da educação superior no Brasil. In: Congresso Internacional de Administração, 2012. Gestão Estratégica: Empreendedorismo e Sustentabilidade. Disponível em: . Acesso em 10 nov. 2016.

FREITAS JUNIOR, V. Ontologia para representação semântica de indicadores de desempenho considerando aspectos de vaguidade, temporalidade e relacionamento entre indicadores. 2016. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016. Disponível em: . Acesso em 27 jun. 2017.

HOFFMANN, C. et al. O desempenho das universidades brasileiras na perspectiva do Índice Geral de Cursos (IGC). Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, 2014. Disponível em: . Acesso em 11 nov. 2016.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). SINAES – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – Da Concepção à Regulamentação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. 5 ed. Brasília-DF, 2009.

______. Indicadores de Qualidade. Brasília-DF, 2015. Disponível em: . Acesso em 08 ago. 2017.

KOLODY, A.; LUIZ, D. E. C. Controle social: entre a contradição e a complementaridade. Serviço Social em Revista, Londrina, 2014. Disponível em: . Acesso 30 jun. 2017

LIMA, E. G. S. Avaliação Institucional: Discutindo concepções, enfoques e fundamentos teórico/metodológicos. Revista da Faculdade de Educação, Unemat, 2005. Disponível em: . Acesso em 29 jun. 2017.

LIMA, E. G. S. et al. O embate qualitativo/quantitativo no processo de avaliação. Revista da Faculdade de Educação, Unemat, 2009. Disponível em: . Acesso em 30 jun. 2017.

LIRA, A. M. et al. Aplicações do conceito de qualidade no ensino superior. Revista Enciclopédia Biosfera, Goiânia, 2013. Disponível em: . Acesso em 09 nov. 2016.

MOITA, F. M. G. S. C.; ANDRADE, F. C. B. Ensino-pesquisa-extensão: um exercício de indissociabilidade na pós-graduação. Revista Brasileira de Educação, 2009. Disponível em: . Acesso em 30 jun. 2017.

MORAIS, S. M. L.; SILVA, A. C. A Prática Gerencial das Instituições Federais de Ensino Superior Avaliadas em Cinco Dimensões. Revista Meta: Avaliação, 2011. Disponível em: . Acesso em 29 mai. 2017.

PUHL, M. J.; DRESCH, O. I. O princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e o conhecimento. Revista DI@LOGUS, 2016. Disponível em: . Acesso em 19 out. 2016.

ROZADOS, H. B. F. Uso de indicadores na gestão de recursos de informação. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, 2005. Disponível em: . Acesso em 11 jun. 2017.

SANO, H.; MONTENEGRO FILHO, M. J. F. As Técnicas de Avaliação da Eficiência, Eficácia e Efetividade na Gestão Pública e sua Relevância para o Desenvolvimento Social e das Ações Públicas. Revista Desenvolvimento em Questão, Editora Unijuí, 2013. Disponível em: . Acesso em 07 jun. 2017.

SOUZA, D. I. et al. Manual de orientações para projetos de pesquisa. Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, 2013. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2016.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSSO (UNEMAT). Avaliação Institucional da Unemat: Relatório-síntese da auto-avaliação. Universidade do Estado de Mato Grosso. Cáceres – MT, 2002.

______. Transparência Pública. 2015. Disponível em: . Acesso em 26 out. 2016.

______. Anuário da UNEMAT 2016 Ano-base 2015. Universidade do Estado de Mato Grosso, 2016a. Disponível em: . Acesso em 29 jan. 2017.

______. Documento Final do Planejamento Estratégico Participativo 2015-2025. Universidade do Estado de Mato Grosso, 2016b. Disponível em: . Acesso em 12 mai. 2017.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS (UEG). Relatório de Autoavaliação Institucional 2015. Anápolis, GO, 2016. Disponível em: . Acesso em 09 jan. 2017.

______. Solicitação de dados para pesquisa. [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por em 23 mai. 2017.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (UEMS). Relatório de Atividades 2015. Universidade Estadual Mato Grosso do Sul, 2016. Disponível em: . Acesso em 09 jan. 2017.

_____. Solicitação de dados para pesquisa. [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por em 26 mai. 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG). Relatório de Gestão do Exercício de 2015. Universidade Federal de Goiás, 2016.

______. Relatório. [mensagem pessoal], 2017. Mensagem recebida por em 30 jun. 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO (UFMT). Anuário Estatístico 2016 – Ano-base 2015. Universidade Federal de Mato Grosso, 2016. Disponível em: . Acesso em 09 jan. 2017.

______. Solicitação de dados para pesquisa. [mensagem pessoal], 2017a. Mensagem recebida por em 22 mai. 2017.

______. Solicitação de quantitativo de docentes (efetivos e interinos) por titulação referente ao ano de 2015. [Sistema e-SIC], 2017b. Protocolo 23480013125201704. Resposta recebida em 19 jun. 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL (UFMS). Relatório de Gestão 2015. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2016. Disponível em: . Acesso em 09 jan. 2017.

______. Pesquisa. [mensagem pessoal], 2017a. Mensagem recebida por em 19 mai. 2017.

______. Solicitação de quantitativo de docentes (efetivos e interinos) por titulação referente ao ano de 2015. [Sistema e-SIC], 2017b. Protocolo 23480013126201741. Resposta recebida em 30 mai. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.30681/ruc.v7i14.2955

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2316-8072

Indexação: