OS CONTEÚDOS DA APRENDIZAGEM E O RACIOCÍNIO PROPORCIONAL

Rejane Waiandt Schuwartz de Carvalho FARIA

Resumo


Neste artigo, discuto a relevância do Raciocínio Proporcional a partir da perspectiva dos Conteúdos da Aprendizagem. O objetivo consiste em apresentar o papel do Raciocínio Proporcional, em uma perspectiva que transcende o ensino de regras e técnicas matemáticas academicamente produzidas, para considerar o sentido do que é aprendido em prol do desenvolvimento de habilidades e atitudes que envolvem a formação cidadã, tomando como base os Conteúdos da Aprendizagem e o Raciocínio Proporcional. Nesse contexto, a metodologia é de cunho qualitativo e consiste na análise de uma atividade de Raciocínio Proporcional evidenciando suas potencialidades para uma abordagem que evidencia a formação cidadã da perspectiva dos conteúdos da aprendizagem. Para tanto, o termo Raciocínio Proporcional e sua importância no ensino de Matemática e no cotidiano são enfatizados. Abordo os Conteúdos da Aprendizagem, necessários para a formação de um cidadão, e direciono a discussão para a relação do Raciocínio Proporcional com tais conteúdos, expondo uma atividade em que é possível explorar temas matemáticos que colaboram para a aprendizagem de conteúdos factuais, conceituais, procedimentais e atitudinais. Concluo que atividades de cunho exploratório, focadas no desenvolvimento do Raciocínio Proporcional, possuem um caráter capaz de influenciar na formação cidadã do indivíduo, afinal, nela são abarcados valores que permitem que as pessoas emitam juízo de equidade relacionado à proporcionalidade.
 
Palavras-chave: Ensino de Matemática. Anos Finais do Ensino Fundamental. Formação Cidadã. Educação Matemática.

Texto completo:

PDF

Referências


FARIA. Raciocínio Proporcional: Integrando Aritmética, Geometria e Álgebra com o GeoGebra. 2016. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro - SP, 2016.

FARIAES. In: 8° Congresso de Extensão da Unesp “Diálogos da Extensão: Do Saber Acadêmico à Prática Social”, 2015, Rio Claro. Anais... Rio Claro: 2015.

BALLONGA, P. P. Matemática. In: ZABALA, A. (Org.). Como trabalhar os conteúdos procedimentais em sala aula. Tradução Ernani Rosa. Porto Alegre: ARTMED, 1999.

BEN-CHAIM, D.; KERET, Y.; ILANY, B. Ratio and Proportion: Research and Teaching in Mathematics Teacher Training. Mofet and Ach Publication, 2006.

BERNAL, M. M. Estudo do objeto proporção: Elementos de sua organização matemática como objeto a ensinar e como objeto ensinado. 2004. Mestrado em Educação Científica e Tecnológica – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

BOYER, C. B. História da Matemática. Tradução Elza F. Gomide. 2. ed. São Paulo: Edgard Blucher Ltda, 1996.

CRAMER, K.; POST, T. Connecting Research To Teaching Proportional Reasoning. Mathematics Teacher, n. 86(5), p. 404–407, 1993.

D’AMBROSIO, U. Uma história concisa da matemática no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2008.

DAMASCENO, N. F. P.; MÜLLER, N.; SALES, A.; SALES, C. M.; REIS, C. B. Conteúdos de Aprendizagem presentes em um material educativo impresso sobre combate à Dengue. In: Interfaces da Educação. Paranaíba, v.7, n.20, p.178-194, 2016.

EVES, H. Introdução à história da matemática. Trad. Hygino H. Domingues. Campinas: Editora da Unicamp, 1997.

FERNÁNDEZ, C.; LLINARES, S. Relaciones implicativas entre las estrategias empleadas en la resolución de situaciones lineales y no lineales. Revista Latinoamericana de Investigación en Matemática Educativa (Relime), v. 15, p. 277–310, 2012.

HAREL, G.; CONFREY, J. The Development of Multiplicative Reasoning in the Learning of Mathematics. Albany, NY: State University of New York: SUNY Press, 1994.

KASTBERG, S.; D’AMBROSIO, B.; LYNCH-DAVIS, K. Understanding proportional reasoning for teaching. In: Australian Mathematics Teacher, 3, 2012, [S.l: s.n.], 2012.

LAMON, S. Teaching fractions and ratios for understanding: Essential content knowledge and instructional strategies for teachers. 2. ed. Mahwah, NJ: Erlbaum, 2005.

LESH, R.; POST, T.; BEHR, M. Proportinal reasoning. In: HIEBERT, J.; BEHR, M. (Org.). . Number Concepts and Operations in the Middle Grades. Reston, A: Lawrence Erlbaum & National Council of Teachers of Mathematics, 1988. p. 93–118.

LINS, R. C.; GIMENEZ, J. Perspectivas em Aritmética e Álgebra para o século XXI. 7. ed. Campinas: Papirus, 2006.

LLINARES, S. Fracciones, decimales y razón. Desde la relación parte-todo al razonamiento proporcional. In: CHAMORRO, C. (Org.). Didáctica de las Matemáticas. [S.l.]: PearsonPrentice Hall, 2003. p. 187–220.

PAULA, M. R. Razão como taxa: Uma proposta de ensino para a sala de aula de matemática. 2012. Dissertação (Mestrado profissional em Educação Matemática) – Instituto de Ciências Exatas, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora - Minas Gerais, 2012.

POST, T.; BEHR, M. J.; LESH, R. Proportionality and the development of prealgebra understanding. In: COXFORD, A.; SCHUTE, (Org.). The Ideas of Algebra, K-12 - Yearbook of the National Council of Teachers of Mathematics. Reston, VA: The Council, 1988. p. 78– 90.

RAMOS, D. K. A Aprendizagem Colaborativa e a Educação Problematizadora para um Enfoque Globalizador. In: Cadernos da Pedagogia. São Carlos, Ano 6. v. 6 n. 12, p. 105-115, jan-jun. 2013.

VAN DE WALLE, J. Matemática no ensino fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. 6. ed. Porto Alegre (RS): ARTMED, 2009.

ZABALA, A. (Org.). Como trabalhar os conteúdos procedimentais em aula. Tradução E. Rosa. Porto Alegre (RS): Editora Artes Médicas Sul Ltda., 1999.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Tradução E. Rosa. Porto Alegre (RS): Editora Artes Médicas Sul Ltda., 1998.

Recebido em: 10 de maio de 2019

Aprovado em: 24 de junho de 2019


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2359-0041

INDEXADORES: