O PAPEL DA NORMA-PADRÃO EM CONTEXTOS PERSUASIVOS COM O USO DA VARIEDADE DE PRESTÍGIO: AFINAL, QUEM “FALA BEM”?

Adriano Barboza de OLIVEIRA

Resumo


O presente trabalho propõe reflexão acerca do que se tem como senso comum quanto ao uso da expressão “falar bem” e as situações em que é mencionada. Buscou-se estudar – sob a luz das obras de pesquisadores da Sociolinguística – o que caracteriza a língua de prestígio2, em que medida é consonante com a norma-padrão e em quais contextos é empregada caso o uso desta variedade vise a persuasão de um interlocutor. Também se teve o propósito de analisar se é influenciada por fatores extralinguísticos inerentes à oratória e quem são os locutores que dela fazem uso.
 
Palavras-chave: Norma-padrão. Variedade de prestígio. Oratória. Persuasão.

Texto completo:

PDF

Referências


BELLENGER, Lionel. A persuasão e suas técnicas. Tradução: Waltensir Dutra, Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1987.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris; MACHADO, Veruska Ribeiro (Orgs.). Os doze trabalhos de Hércules: do oral para o escrito. São Paulo: Parábola Editorial, 2013.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Educação em língua materna: a sociolinguística na sala de aula. São Paulo: Parábola Editorial, 2004.

BUZZI, Arcângelo R. Introdução ao pensar: O Ser, o Conhecimento, a Linguagem. 22a. ed. Petrópolis-RJ: Editora Vozes, 1994.

BRASIL. MEC. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Língua portuguesa, terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Brasília: MEC, 1998.

FERREIRA, Aurélio B. de Hollanda. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

GERALDI, João Wanderley. Portos de Passagem. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MOLA, Iara. A sua escrita expressa aquilo que você realmente gostaria de ter dito. 2015. Disponível em: . Acesso em 05 jul. 2018.

NOGUEIRA, Andréa Scavassa Vecchia. Algumas considerações sobre a linguagem persuasiva. Revista Âmbito Jurídico. Disponível em: . Acesso em 07 jul. 2018.

ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.

RONCARATI, Cláudia. Prestígio e preconceito linguístico. Cadernos de Letras da UFF – Dossiê: Preconceito linguístico e cânone literário, nº. 36, p. 45-56, 1. sem. 2008.

Recebido em: 4 de maio de 2019

Aprovado em: 20 de junho de 2019


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2359-0041

INDEXADORES: