DESENVOLVIMENTO LEXICAL DOS ALUNOS DO 9º ANO EM RELAÇÃO AO 6º ANO EM UMA ESCOLA ESTADUAL DE SINOP-MT

Franciane Gobbi SANTOS

Resumo


O presente artigo tem como objeto de estudo comparativo da diversidade lexical nas produções textuais de alunos de uma turma de 6º ano e outra de 9º ano do ensino fundamental da rede pública do município de Sinop/MT. Esta investigação, portanto, incide em observar o número total de palavras e o quanto estas são repetidas no decorrer da escrita de tais alunos, com o intuito de avaliar se no ensino da Língua Portuguesa há um desenvolvimento lexical considerável no período de interstício do 6º ao 9º anos. O trabalho justifica-se, dessa forma, pela necessidade de conhecer este nível linguístico dos alunos e possibilitar, a partir desta forma de investigação, o surgimento de atividades didáticas que envolvam a aquisição de diferentes léxicos e, ainda, situações de uso para empregá-los com propriedade de forma que passem a fazer parte do léxico individual de cada aluno.
 
Palavras-chave: desenvolvimento lexical; ensino fundamental; produção escrita.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa. Brasília: Secretaria de Educação Fundamental. MEC/SEF, 1998. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/portugues.pdf>. Acesso em: 21 mai. 2018.

BIDERMAN, M. T. C. Terminologia e lexicografia. TradTerm, São Paulo, v. 7, 2001, p. 153181. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2018.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Métodos de alfabetização e consciência fonológica: o tratamento de regras de variação e mudança. Scripta, v. 9, n. 18, p. 201-220, 2016.

__________; RIBEIRO MACHADO, Veruska. Os doze trabalhos de Hércules: do oral para o escrito. São Paulo: Parábola Editorial, 2013.

BUSSE, Sanimar. Estudo Geossociolinguístico da Fala do Oeste do Paraná. 2010. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) – Universidade Estadual de Londrina/UEL, Londrina, 2010.

DOLZ, J; NOVERRAZ, M; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. et al. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. e org. de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas: Mercado de Letras, 2004. p. 95-128.

GENOUVRIER, E. ; PEYTARD, J. Linguística e ensino do português. Coimbra: Livraria Almedina,1985.

MARTINS, Mário. A diversidade lexical na escrita de textos escolares. Fórum Linguístico, Florianópolis, Cadernos de resumos, v.13, n.1, p.1068-1082, jan/mar 2016.

MUDIAMBO, Q. Da lexicologia e lexicografia de aprendizagem ao ensino da língua portuguesa no II ciclo do ensino secundário: 10ª,11ª,12ª e 13ª classes na E.F.P. “Cor Mariae” do Uíje. 2013. 276f. Tese (Doutorado em Linguística) – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2013. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2018.

SANTOS, Elian da Silva et al. Diversidade e densidade lexical em textos escritos por alunos recém-alfabetizados: um estudo descritivo de produções individuais e em díades. Calidoscópio Revista Unisinos, v. 16, n. 1, p. 25-32, jan/abr 2018. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/cld.2018.161.03. Acesso em 31 mai. 2018.

SEIDE, Márcia Sipavicius; HINTZE, Ana Cristina. O ensino do léxico na disciplina de português—língua materna, no Ensino Fundamental brasileiro. Revista Linguagem & Ensino, v. 18, n. 2, p. 403-424, 2016.

VILELA, M. O léxico do Português: perspectivação geral. Filologia e Linguística Portuguesa, São Paulo, n. 1, p. 31-50, 1997. Disponível em: < http://revistas.usp.br/flp/article/viewFile/59644/62740>. Acesso em: 23 abr. 2018

VYGOSTKY. L. S. Pensamento e Linguagem. (J.L. Camargo, trad.) São Paulo: Martins Fontes, 1989.

PRETI, D. Norma e variedades lexicais urbanas. In: CASTILHO, A. T. de. Português culto falado no Brasil. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1989. p. 157-168.

Recebido em: 4 de maio de 2019

Aprovado em: 22 de junho de 2019


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2359-0041

INDEXADORES: