OLHAR O INDÍGENA COM DEFICIÊNCIA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL SOB A PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Fernanda FURINI, Cláudia BATTESTIN, Mario Mejia HUAMAN

Resumo


A pesquisa aqui apresentada, é resultante de uma investigação bibliográfica que busca ampliar o olhar sob a inclusão de indígenas com deficiência a partir da sua condição de ser indígena e deficiente. Observamos a necessidade do respeito às diferenças: cultural, valores étnicos, territoriais, sociais, educacionais e como a inclusão foi acontecendo em nível de educação e educação especial aos indígenas com deficiência. Por ora, salientamos a necessidade da ampliação e efetivação de políticas públicas que correspondam com o olhar à coletividade e as necessidades da população. Concluímos que a educação especial pode ser um espaço de possibilidades, pois, através do acolhimento, há a mediação para que possa haver a inclusão ao indígena com deficiência e o mesmo se sinta incluído.

Palavras-chave: Educação. Inclusão. Deficiente.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. A consolidação da inclusão escolar no Brasil 2003 a 2016. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Diretoria de Políticas de Educação Especial, 2016.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, DICEI,2013.

BRASIL. Portaria nº 1.062/2013. Institui o Programa Nacional dos Territórios Etnoeducacionais – PNTEE, 2013.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 5/2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Indígena na Educação Básica,2012.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 6/2012. Dispõe sobre as Diretrizes Curriculares

Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio, 2012.

BRASIL. Decreto nº 6.861/2009. Dispõe sobre a Educação Escolar Indígena, define sua organização em territórios etnoeducacionais, e dá outras providências, 2009.

BRASIL. Decreto nº 6.861/2009. Dispõe sobre a educação escolar indígena, define sua organização em territórios etnoeducacionais e dá outras providências, 2009.

BRASIL. Referencial Curricular para educação infantil: estratégias e orientações para educação de crianças com necessidades educacionais especiais. Brasília: MEC, 2001.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, Brasília: Presidência da República, 1996.

BRASIL. Constituição da república federativa do Brasil. Brasília: Presidência da República, 1988.

CORREIA, Daniela Fernanda da Hora & Correia, Patricia. Carla da Hora (2011). Novos olhares da educação especial: o índio com deficiência nas comunidades indígenas. Educação Especial em contexto inclusivo – reflexão e ação. Salvador: Edufba, 2011.

BURATTO, Lucia Golvêa. O Indígena em Situação de Deficiência: o duplo desafio da inclusão, 2007. Disponível em:

MENDES, Enicéia Gonçalves. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação, 2006.

PIOVEZANA, Leonel. A educação no contexto indígena Kaingang. Nacke, A, Renk, Arlene, Piovezana, Leonel. & Bloemer, N. M. S. (Orgs.). Os Kaingang no oeste catarinense – tradição e atualidade. Chapecó: Argos, 2007.

SILVA, Aline Maira. Educação especial e inclusão escolar: história e fundamentos. Curitiba: InterSaberes, 2012.

Data de Recebido: 09/10/2018

Aprovação: 02/02/2019

Data de Publicação: 30/06/2019




DOI: http://dx.doi.org/10.30681/geoambes.v2i1.3750

Apontamentos

  • Não há apontamentos.