A REPRESENTAÇÃO DOS CONHECIMENTOS COSMOLÓGICOS NAS HISTORIAS ORAIS E PRÁTICAS CULTURAIS DAS CRIANÇAS MUNDURUKU

Ronélia do NASCIMENTO, Alceu ZOIA

Resumo


Neste diálogo temos a intenção de refletir sobre os saberes étnicos e identitários presentes nas histórias narradas pelas crianças indígenas Munduruku da aldeia Nova Munduruku na Terra Indígena Apiaká-Kayabi no município de Juara-MT. Trata-se de  um recorte da pesquisa realizada em 2013 e 2014 referente ao Mestrado do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade do Estado de Mato Grosso, que buscou investigar a criança Munduruku e sua infância, teve prosseguimento com o Projeto de pesquisa Infâncias na Diversidade: Políticas educacionais no contexto da Amazônia Legal Matogrossense. Trata-se de uma pesquisa de cunho etnográfico, os materiais e métodos utilizados foram as fontes bibliográficas que discutem o propósito da temática estudada, pesquisa de campo realizada nos momentos de intercâmbios com as crianças e as narrativas por elas contadas.

Palavras-chave: Saberes Culturais; Crianças Munduruku; Histórias Orais

 


Texto completo:

PDF

Referências


COHN, Clarice. Antropologia da Criança. Rio de Janeiro; Zahar, 2005.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. São Paulo: Perspectiva, 2011.

LEONTIEV, Aléxis. O Desenvolvimento do Psiquismo. 2 ed. São Paulo: Centauro, 2004.

VELHO, Gilberto. Memória, cultura e sociedade. In: LEIBING, Annette; BENNINGHOFF-LÜHL, Sibylle (Orgs.). Devorando o tempo: Brasil, o país sem memória. São Paulo: Mandarim, 2001.

VYGOTSKY, L S. O problema de método. In VYGOTSKY, L.S. A formação social da

mente. S. Paulo: Martins Fontes, 1991.

VYGOTSKY, L.S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

Recebido: 10/01/2018

Aprovado: 08/10/2018

Publicado: 30/06/2019




DOI: http://dx.doi.org/10.30681/geoambes.v2i1.3745

Apontamentos

  • Não há apontamentos.