Mato Grosso, Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020     
Comitê Acompanhamento COVID

Editora

Catálogo Eletrônico (Mapa da página | Voltar)

 

EDUCAÇÃO E SÓCIO-ECONOMIA SOLIDÁRIA: Configuração do Campo e Experiências Educacionais.

Autor(es): Laudemir Luiz Zart e Clovis Vailant (Orgs.)

Esta obra reúne artigos que resultam de processos de investigação relacionados às concepções, configurações e experiências  educacionais do campo. Retrata trajetórias de pesquisa, formação e de práticas sociais compromissadas com a realidade complexa e contraditória vivida pelos povos do campo.
 
Os locus investigativos dos autores e das autoras são os espaços de resistência e de invenção da educação do campo e da economia camponesa no Estado de Mato Grosso. Traduzem as ambivalências próprias de uma sociedade de classes sociais. Se num pólo há um esforço político de dominação, que tem como orientação a manutenção da ordem existente, o aprofundamento da exploração do homem e da mulher do campo desapropriando-os dos resultados do trabalho, há por outro, e numa perspectiva de classe social, a construção de meios, processos e experiências que significam os caminhos para a consolidação de uma sociedade solidária.
 
As possibilidades e as limitações são refletidas a partir de pesquisas empíricas e históricas em regiões diferentes num estado, o Mato Grosso, que tem como discurso oficial dominante a existência exclusiva da produção vinculada ao modelo de desenvolvimento do agronegócio. As práticas sociais, culturais e produtivas dos movimentos camponeses evidenciam a existência de um amplo espectro de ações que ondulam entre a resistência e a expansão da economia camponesa configurada pelas agroecologia, a economia solidária e a educação do campo.
 
Esta obra reúne artigos que resultam de processos de investigação relacionados às concepções, configurações e experiências educacionais do campo. Retrata trajetórias de pesquisa, formação e de práticas sociais compromissadas com a realidade complexa e contraditória vivida pelos povos do campo.
 
Os locus investigativos dos autores e das autoras são os espaços de resistência e de invenção da educação do campo e da economia camponesa no Estado de Mato Grosso. Traduzem as ambivalências próprias de uma sociedade de classes sociais. Se num pólo há um esforço político de dominação, que tem como orientação a manutenção da ordem existente, o aprofundamento da exploração do homem e da mulher do campo desapropriando-os dos resultados do trabalho, há por outro, e numa perspectiva de classe social, a construção de meios, processos e experiências que significam os caminhos para a consolidação de uma sociedade solidária.
 
As possibilidades e as limitações são refletidas a partir de pesquisas empíricas e históricas em regiões diferentes num estado, o Mato Grosso, que tem como discurso oficial dominante a existência exclusiva da produção vinculada ao modelo de desenvolvimento do agronegócio. As práticas sociais, culturais e produtivas dos
movimentos camponeses evidenciam a existência de um amplo espectro de ações que ondulam entre a resistência e a expansão da economia camponesa configurada pelas agroecologia, a economia solidária e a educação do campo.
 
145 Páginas – Série Sociedade Solidária Vol. 07 – Ano 2015.
 
Série Sociedade Solidária
 

Link para Download

 

 

Rede Social


Copyright 2020 - Universidade do Estado de Mato Grosso
Av. Tancredo Neves, 1095 - Cavalhada III
78217-900 - Cáceres - Mato Grosso
PABX +55 (65) 3221-0000